Barras energéticas

Antes de falarmos das barras energéticas, vamos falar de suas características básicas como suplemento alimentar, que é a maneira como se classifica.

Os suplementos alimentares são:

– responsáveis pela suplementação de nutrientes em quantidade semelhante àquelas recomendações normais, que são dirigidas à população em geral. Tais nutrientes podem ser alcançados através do consumo de alimentos;
– considerados um meio prático e conveniente de ingerir nutrientes;
– elementos que permitem ou auxiliam o alcance dos requerimentos nutricionais ou fisiológicos e;
– fornecedores de nutrientes que revertem a um estado de deficiência nutricional.

Devemos saber que os suplementos alimentares, por si só, não levam ao aumento da performance atlética. É importante que você utilize estes suplementos de maneira correta. Na maioria dos casos, a necessidade de suplemento é específica à situação do atleta e/ou do esporte.

O trabalho de um nutricionista ou médico especializado é muito importante para melhor determinar a sua necessidade ou não de suplementos. É importante ter em mente que, na maioria das situações, os suplementos vão ser simplesmente parte de um plano adequado de nutrição esportiva e/ou tratamento clínico de um problema nutricional específico.

Considerada como nutrição prática e sadia, as barras energéticas tem sido consumidas cada vez mais por atletas, praticantes de atividade física e também por aquelas pessoas que, por motivos diversos, acabam incluindo as barras energéticas na sua rotina, como um complemento nutricional.

A composição nutricional varia de acordo com os ingredientes que compõem o produto mas, de maneira geral, as barras energéticas têm proteínas, lipídios, carboidratos simples e complexos, além de vitaminas e minerais. São utilizadas como fonte de carboidrato durante o exercício; recuperação pós exercício; suplementação da alimentação e como “nutrição portátil”.

Neste mesmo grupo encontramos também as barras de cereais, que são compostas por uma quantidade menor de proteínas, carboidratos, lipídios, vitaminas e minerais e uma quantidade maior de fibras, porque estas barras têm na sua composição cereais integrais que são ricos em vitaminas do complexo B.

As duas barras são utilizadas em corridas de aventura, mas as barras de cereais são consumidas pela maioria das pessoas como um complemento alimentar, como um coadjuvante e também, como “nutrição portátil”.

Nas provas de corridas de aventura, as barras energéticas podem ser utilizadas nas áreas de transição, nas trocas de modalidade ou como um recurso prático em etapas longas como o treking e mountain bike.

Devemos lembrar que as barras devem fazer parte do cardápio como auxiliares e não como única fonte de carboidratos, proteínas e lipídios. Este cardápio deve ser bem elaborado muito antes da competição, levando em conta a adequação das necessidades nutricionais individuais, os hábitos e as preferências e também as condições de cada prova.

Previous articleRoupas
Next articleOrganizando o treino
SHARE

Comentários Facebook

Disqus

advmag