Circuito SPOT de Corrida de Aventura chega ao fim com sucesso

por: Arnaldo Maciel

2018 foi o ano da retomada de um circuito nacional nas corridas de aventura.

Tudo começou no ano passado, quando a CBCA fechou uma parceria com a fabricante de rastreadores via satélite SPOT Brasil com o objetivo de testar a aceitação do aparelho pelos corredores, demonstrar sua importância para a segurança e contribuir para os organizadores terem um controle maior da corrida.

No momento da renovação o acordo evoluiu para o lançamento do Circuito Brasileiro SPOT de Corrida de Aventura com 11 provas espalhadas por todos o Brasil e com a participação expressiva das principais equipes de aventura do país, que compraram a idéia do circuito e se lançaram na disputa pelo titulo e pela vaga na Expedição Guarani 2019, etapa do circuito Mundial ARWS, além de vagas na corrida XK Race na Argentina.

Primeira etapa: Noite do Perrengue 7 (BA)

A abertura se deu na Noite do Perrengue 7 na paradisíaca praia de Imbassai (BA) e demonstrou que a disputa do circuito seria forte, com participação de equipes de fora do Estado como a BOA (Brasília), Competition, Tubaína e Matadentro (SP), Pamonhas (PR), Papaventuras (RS), Tremiterra (AL) e as  locais como Aventureiros do Agreste, Insanos entre outras.

A prova largou com mais de 180 atletas e foi uma abertura digna do circuito. A BOA, com as ilustres presenças dos atletas de nível internacional Camila Nicolau e Guilherme Pahl, foram os vencedores, seguidos de Papaventuras e Tubaína, que saíram na frente entre os quartetos e a Santa Ritta, na categoria duplas masculinas.

Rumo a sul: Papacorrida (RS)

A segunda prova foi a Papacorrida, na fria e chuvosa região de Lajeado/RS, que novamente contou com equipes de fora do estado e que sinalizava que o Circuito tinha “pegado” e as equipes estavam saindo de suas regiões para participar em provas em outros locais.

Muita lama e frio intenso, PCs que exigiam navegação apurada, como é tradição nas corrida da Papa, e muito empurra-bike da Rose, dificultando muito para que as equipes concluíssem a prova sem cortes.

A Lagartixa aproveitou de sua melhor adaptação ao clima e dificuldade e pontuou como campeã, começando sua longa jornada em busca do titulo.

Nas duplas mistas a equipe Tamojuntos começava o seu passeio e liderança do circuito sem incomodo e nenhuma dupla masculina pontuou.

Haka Expedition (SP), terceira parada do circuito

A Haka Expedition em Passa Quatro/MG sediou a terceira etapa do Circuito e como esperado, a prova contou com uma presença expressiva de equipes de São Paulo, fazendo dela a mais concorrida das etapas.

A belíssima região da Serra da Mantiqueira foi um atrativo a mais e fez da prova um desafio desejado por muitas equipes. Agora foi a vez da Lobo Guará Curtlo fazer o dever de casa e entrar com o pé direito no circuito,  ganhando a prova de forma sensacional, sem cortes e mostrando que a disputa pelo circuito tinha mais uma concorrente.

Papaventuras, Tubaina, Competition, BOA, Pamonhas estiveram presentes e as locais Japi/Aksa, Kaare, Vai Lola Selva estrearam no circuito. Nas duplas mistas a Tamojuntos ganhava pela segunda vez e nas duplas masculinas Os Tião e Irmãos Metrilhas entravam na briga pelo titulo.

De volta para o sul, Bituin (SC)

Na Bituin (SC) a Lagartixa ganhou sua segunda prova, nesta que contou com a participação das Top5, e consolidando a organização, responsável pela final do campeonato 2017, como um destino certo para quem busca uma boa corrida.

A Tamojunto continuou seu passeio ganhando mais uma e a Irmãos Metrilhas, Os Tião e Santa Ritta protagonizaram a disputa entre as duplas.

Adventure Camp – EMA Remake II (SP)

A organização do Adventure Camp atendeu a uma solicitação da CBCA e substituiu a BROU que havia sido cancelada e montou um percurso desafiador no Parque da Neblinas, onde mais uma vez as equipes de fora de SP foram em busca de pontos preciosos no circuito.

A Competition levou a melhor numa disputa acirrada entre todas as equipes que largaram num ritmo alucinante em busca da vitória,

Expedição Terra de Gigantes (SP/RJ)

A metade do circuito já tinha passado, equipes participaram de provas em quatro estados diferentes, mas ainda não haviam encarado um desafio tão longo como a Expedição Terra de Gigantes de 500km. A prova valeria em pontos o mesmo que qualquer outra prova do circuito, independente da maior dificuldade.

Inicialmente a participação seria voltada apenas para os quartetos, mas a organização acabou por montar percurso menor – 300km – para que as duplas pudessem participar e pontuar pelo circuito.

Largando em Catuçaba SP e com a presença de equipes de todo o Brasil e do Uruguai, a TG veio resgatar as corridas de longa duração que não ocorria no país desde o Mundial do Pantanal. Foi uma semana de muitas histórias, esforço, superação e alegria para a comunidade de corredores do Brasil.

A Competition levou a melhor, ficando a Tubaina em 2º lugar. Sem a presença de duplas que já tivesse pontuado, a mista Beduino (RJ) ganhou a prova e ficou a expectativa de fazer pressão na Tamojunto. Na masculina, a Advogados Aventureiros, com Xikito e Trator, ganharam com larga vantagem.

Desafio dos Sertões (BA)

Em Setembro o Desafio dos Sertões levou sua etapa para a belíssima Paulo Afonso (BA) percorrendo vários locais onde o Brasil Wild havia passado 10 anos antes. Natação e canoagem nos canions do rio São Francisco, pedal na caatinga por onde Lampião viveu e uma maciça participação de equipes Alagoanas, que aos poucos vêm redescobrindo a corrida de aventura após um longo tempo disputando o trekking de aventura no estado.

Nas duplas a Santa Ritta conquistou importantes pontos e entre os quartetos que disputavam o topo nenhuma se encorajou a enfrentar o sertão. Uma pena, pois perderam uma grande oportunidade de conhecer ou rever as paisagens do local.

Brasilia Outdoor Adventure / BOA (DF)

No fim de Setembro a BOA mais uma vez mostrou que Brasilia é um destino certo para uma corrida de aventura desafiadora. Mesmo próximo à capital federal, o percurso da prova levou os competidores a locais de muita beleza e dificuldades como pede uma boa corrida, além do clima quente e seco como mais um elemento dificultador para os atletas menos acostumados.

Lagartixa e Competition já polarizavam a disputa nesta altura, mas a Papaventuras e AKSA subiram ao pódio, consolidando a BOA como destino de grandes equipes nas próximas edições.

Gralha Azul (PR)

A Gralha Azul no PR fez o que dela se espera: prova durissima, navegação extremamente complexa e como bônus, a promessa de uma canoagem em corredeiras que deixaria boas lembranças e muitos perrengues.

Lagartixa mais uma vez pontuou na melhor posição e nas duplas masculinas, Os Tião e Irmãos Metrilhas diminuiram a diferença e se aproximando da Santa Ritta, que desta vez não pontuou. Na mista, a Tamojunto ganhou mais uma e sagrou-se campeã do circuito por antecipação na categoria.

Guerreiros Naventura (AL)

Nesta altura do circuito a disputa pelo titulo em quarteto estava entre Lagartixa (RS) e Competition (SP), com menores ou quase nenhuma chance para as outras equipes, por isso as duas desembarcaram em Alagoas, na linda Barra de São Miguel, para disputar a Guerreiros Naventura.

Após muitos anos de longa tradição nas corridas de aventura, foi a primeira vez que foi organizada uma prova de nível nacional e demonstraram total capacidade, proporcionando um excelente evento dentro do circuito.

A Largatixa, numa recuperação sensacional após estar na 13ª colocação  na primeira transição, chegou em 2º lugar e conquistou o titulo do circuito por antecipação, deixando a Competition em 2º lugar no circuito.

Vale destacar a vitória da equipe local Tremiterra que ja havia feito um excelente resultado na NP e que demonstrou capacidade para disputar o circuito do próximo ano com boas condições de brigar por boas posições.

Expedição Chauás (SP), a grande final

Este ano coube à tradicional Chauás organizar a última prova do Circuito SPOT Brasileiro de Corrida de Aventura e também a Final da Copa Brasil, competição que reúne os campeões estaduais e melhores do RBCA para definir os campeões das categorias Quarteto e duplas, tendo como premiação vagas em provas da XK Race na Argentina.

Mesmo com o titulo do Circuito assegurado, a Lagartixa esteve presente e a Competition finalizou o ano com sua terceira vitória, desta vez dividindo o primeiro lugar com a Curtlo Lobo Guará depois de muitos rasga-mato e subida e descida da Serra do Mar.

A Santa Ritta foi a primeira nas Duplas Masculinas, seguidas da Irmãos Metrilhas e Os Tião, sendo esta última sagrando-se campeã do circuito.

Parceria com provas da America do Sul

O Circuito SPOT Brasileiro de Corrida de Aventura e a Copa Brasil contou com a parceria da Expedição Guarani, do Paraguai, e da XK Race, da Argentina nas cessões das vagas que foram entregues aos grandes ganhadores das competições organizadas pela CBCA neste ano.

Outra parceria bem legal foi com a Raid Del Viento, também na Argentina,  que levou a Ubuntu, de Registro/SP,  a participar de sua primeira prova internacional.

Sucesso do Circuito Brasileiro Spot

Neste primeiro ano do circuito observamos que este modelo de disputa proporcionou uma maior integração de equipes de diferentes estados, criando um bom comparativo para a busca de melhores condições e de troca de experiências entre elas.

O calendario sofreu uma pequena alteração no meio do caminho, mas manteve sua proposta até o final

Trouxe também um publico novo para conhecer o esporte através das paginas de rastreamento que permitiram um acompanhamento em tempo real das equipes e que obteve uma grande visitação; um acesso a novos atletas em competições de grande capacidade de organização; e uma segurança maior aos organizadores pelo uso, pela grande maioria das equipes, do aparelho SPOT GEN3 que foi o rastreador oficial e obrigatório para a participaço no circuito.

O Circuito SPOT de corrida de Aventura veio para ficar, contando sempre com adesão cada vez maior de equipes e organizadores nos próximos anos, mantendo nossa parceria e aumentando a visibilidade da corrida de aventura no Brasil.

Para 2019, novas provas, novos lugares, novas equipes, novos desafios.

Campeões do Circuito SPOT Brasileiro de Corrida de Aventura / Campeão Brasileiro 2019

Quarteto: Lagartixa – RS
Dupla Masculina: Os Tião – SP
Dupla Mista: Tamojunto – SC

Campeões da Copa Brasil de Corrida de Aventura

Quarteto: Lobo Guara Curtlo – SP e Competition – SP
Dupla Masculina: Santa Ritta – PR

Comentários Facebook

Disqus

advmag