sábado, junho 25

Relatos

Renascendo para as corridas de aventura
Corrida de Aventura, Relatos

Renascendo para as corridas de aventura

Por Gerson Ernesto Dos Santos Há quinze anos atrás, fiz minha primeira corrida de aventura em Paranaguá, cidade onde moro. Era uma etapa do Paranaense organizada pelo Julio Camargo da Extremaventura e de lá para cá  foram várias histórias que certamente rendem um livro....(risos). Muitos quilômetros, muitas aventuras, muitas cidades, muitas vitórias (em todos os sentidos), com o amigo e parceiro Jefferson José Ozogoski, mas principalmente muitas amizades, pessoas maravilhosas que tive a oportunidade de conhecer. Quinze anos depois, pela vontade do Criador, em razão de um acidente num treino, fiz minha reestreia no mesmo palco, na cidade onde moro, dessa vez pela segunda etapa do campeonato paranaense, organizada pelo Cmte Santa Ritta Adventure. Do acidente No dia 11.02.2018, ...
Minha Primeira Corrida de Aventura (Clichê Minhas férias da escola)
Corrida de Aventura, Destaques, Relatos

Minha Primeira Corrida de Aventura (Clichê Minhas férias da escola)

por: Ed Montana Como cheguei até aqui Primeiro: como fiquei sabendo da existência dos Pamonhas e da tal Corrida de Aventura? De Moreira é um colega de triathlon de Mafra (SC), cidade que morei um tempo, que me falou da existência desse tipo de corrida e que era uma prova com meu perfil. Fui convidado ano passado para participar da última etapa do paranaense com o pessoal do Os Pamonhas, mas naquele momento não pude ir. Agora fui convidado novamente e foi possível a minha participação. Eu Apesar de ter iniciado tarde no esporte, com cerca de 30 fiz minha primeira corrida, já adquiri certa experiência em provas endurance e gosto de provas com esse perfil. Fiz 3 Ironman, incluindo o sofrido de Fortaleza e diversos 70.3 e outros tri e cross tri. Equipe Jerônimo foi nosso nav...
Relato Grasielle Setoyama na Cmdte Santa Ritta 2018
Corrida de Aventura, Relatos, Veja também

Relato Grasielle Setoyama na Cmdte Santa Ritta 2018

Por: Grasielle Setoyama Venho através deste relato passar um pouquinho do que foi a segunda etapa do campeonato paranaense organizado pelo Comitê Santa Ritta e Pamonhas (união faz a força). Eu faço parte do quarteto aventura do Clube Santa Ritta, somos em três mulheres (eu, Varseli e Sara) e nosso capitão Elcio (meu marido heheheh), somos conhecidos como o quarteto das meninas kkkkk. Toda prova começa muito antes dela própria se concretizar, pois os treinos também fazem parte. Há exatamente 1 mês, Elcio perdeu a mãe de sepse e eu perdi meu pai de infarto. Os dois faleceram no mesmo dia, uma etapa da nossa vida de muita dor, muita tristeza, e com isso ficamos sem treinar. Não íamos participar dessa etapa, já estava decidido. Estava sem vontade de nada, porém sabia que o quar...
Relato de Paulo Bruning na Clube Cmte. Santa Ritta
Corrida de Aventura, Relatos

Relato de Paulo Bruning na Clube Cmte. Santa Ritta

Por: Paulo Brunning Final de semana fomos para Paranaguá para segunda etapa do Campeonato Paranaense de Corrida de Aventura! Fomos em quarteto: eu, Karina, Felipe, Anderson Munhoz e Alexandre Carrano no apoio! Largamos para os 100km propostos pela organização de bike e já no PC1 cometi um erro grave que nos custou uns 40 minutos. Nessa prova haviam PC's opcionais que valiam tempo e diante do erro abortamos o PC2 que valia 1 hora e era opcional. Para o Pc 3 resolvemos dificultar o caminho é fizemos um vara-mato e travessia de rios com as bikes. Parecia não ser nosso dia! Mas seguimos para o PC 4 onde ficamos procurando o PC enquanto a equipe Pamonhas chegou. Depois de algum tempo achamos juntos e fomos em frente. Ali começou uma disputa que durou até a linha de chegada. PC a...
Relato equipe Pamonhas no Haka Expedition Passa Quatro 2018
Corrida de Aventura, Relatos

Relato equipe Pamonhas no Haka Expedition Passa Quatro 2018

Por Daniele Pacheco Através de um whats para uma pessoa mais insana que eu (presidente dos pamonhas), tomei a decisão de fazer essa prova pós Caminho de Santiago. Essa mesma pessoa disse que eu estaria bem treinada e eu acreditei (risos). Fizemos a inscrição e fechamos o quarteto ninja: Ricardo(Presida), Daniel (atleta internacional), Geovani (atleta rambo) e eu (atleta que mais viaja no grupo). Na semana da prova muitas incertezas. Devido à greve dos caminhoneiros a prova corria o risco de ser cancelada e isso causou um misto de felicidade (porque estava cansada do caminho) e decepção (porque voltei a acreditar na minha capacidade). Terça pré prova. Tudo confirmado. A prova largaria dia 1/06 às 8 da manhã. Organizamos tudo: gasolina, bugigangas e partiu Passa Quatro. Chegamos...
Relato do Haka Race de Ilha Comprida
Corrida de Aventura, Relatos

Relato do Haka Race de Ilha Comprida

Por Sandro Badaró Realmente a corrida de aventura é simplesmente fascinante e surpreendente! Por isso curto tanto esse meu esporte e vou tentar aqui demonstrar o por que. Já tinha feito outras provas em Ilha Comprida, inclusive a última tinha sido o Haka Expedition 100km com o quarteto Matadentro, onde fomos campeões. Cheguei sexta à noite, já com o mapa e com o quarteto da Matadentro. Tivemos a impressão (e acho que a grande maioria teve também) , que seria uma prova fácil e rápida. Pois ao olhar o mapa, parecia praticamente que não se teria navegação. Somente seis PCs (posto de controle) numa prova da categoria Pro 50km, divididos em três modalidades: trekking, 14km; bike, 19km; e remo, 17km, com o rapel no meio da canoagem, sendo a volta da remada a reta final. A grosso ...
A verdadeira aventura
Corrida de Aventura, Destaques, Relatos

A verdadeira aventura

Por Camila Nicolau Aceitar o desafio de correr com uma das melhores equipes do mundo, a Columbia, atual terceiro lugar do ranking mundial de corrida de aventura, já seria motivo suficiente para muita ansiedade e euforia. No entanto, esse seria também o meu retorno após a gravidez às provas de expedição e por isso, me questionei por alguns meses se seria mesmo capaz de dar conta desse time. Brigar pela vitória e amamentar nas áreas de transição de modalidade durante a prova, são coisas completamente antagônicas. Priorizar meu filho em meio a competição poderia ser trágico para a nossa performance, mas mesmo assim, minha vontade era grande e esse era um time dos sonhos! Acreditei que daria certo. Desde o início do ano fiz questão de deixar claro à equipe quais seriam todas as no...