Trail Run

[opinião] A possibilidade de não acontecer o UTMB 2020

Por Wladimir Togumi em 20 março 2020
mm

Hoje (20) a organização do UTMB divulgou um comunicado informando que o evento está mantido até o momento e que estão acompanhando a situação do COVID-19 (Coronavírus) no mundo e que mudanças serão informadas no momento oportuno.

A prova está marcada para daqui 5 meses, tempo que parece longo, mas que na realidade não é tanto assim. Somente agora, quase 4 meses depois da identificação dos primeiros casos, a China divulgou que não registrou novos contágios entre os chineses. Agora os novos casos vêm sendo registrados entre pessoas que chegam dos outros países.

A Itália é o país que está na pior situação no momento, logo atrás da China, e as informações mais recentes mostra que ainda não chegou no pico de casos confirmados.

De acordo com os números dos sorteios, a Itália é um dos países com mais participantes no UTMB, perdendo apenas para a França e Espanha. (Aliás, Espanha e Itália são os dois países que apresentam o maior número de casos do COVID-19 depois da China e estão na fase ascendente de casos).

Sendo (muito) otimista, a situação começaria a se tranquilizar por volta de junho/julho, mas isso não significa que estaria tudo resolvido.

Lockdown/Quarentena

Todos os países ou continentes estão fechando suas fronteiras para tentar controlar a contaminação. Mesmo que a situação se estabilize na Europa em junho/julho, sendo otimista, não sabemos quanto tempo a mais será necessário para que os governos abram as fronteiras novamente, pois como na China, o problema passará a ser em quem vem de fora.

No Brasil estamos algum passos atrás do que está acontecendo por lá, como se pudêssemos ver o futuro e ir nos preparando. Mesmo que a situação se normalize na Europa, aqui poderemos estar ainda a caminho de estabilização (se tudo correr bem, toc toc toc) e não sabemos se será permitida a entrada por lá.

E estamos falando apenas do Brasil. Temos que considerar os outros 71 países que estão na mesma situação que nós e também possuem atletas sorteados e que registram casos em maior ou menor número.

A organização com certeza está de olho em tudo e talvez uma das apostas seja que muita gente tenha se adiantado para garantir os melhores preços e tem passagens e reservas em mãos. Nesse caso uma confirmação de última hora não mudaria muito a vida dos corredores. Mas para quem não está nessas condições, resta aguardar.

Em relação à segurança e saúde dos participantes, a decisão estará nas mãos da organização e nunca saberemos se foi motivada pela parte financeira ou se se sentiram realmente confortáveis com a situação. Se autorizada e realizada a prova – e o corredor decidir ir – passará a ser um voto de confiança do participante em relação à organização e ao governo local. Além de uma avaliação de risco x custo x benefício entre o participante e seu próprio lado financeiro. Mas lembre-se de conversar com seu seguro-saúde/seguro-viagem e verifique se existe cobertura total para a doença.

Plano B: UTMB Europeu

E se ocorrer um milagre, a Europa se restabelecer a tempo e as provas puderem ser realizadas? E se ainda houver casos graves no resto do mundo e os atletas de outros países serem proibidos de entrar na Europa?

Divagando um pouco, um plano B seria a realização das provas apenas com atletas europeus. Ruim? Com certeza, porque a reunião de atletas de todo o mundo é um dos principais ingredientes que faz o UTMB ser o UTMB.