Trail Run

TDS 2019: Favoritos e destaques

Por Orlando Yamanaka em 21 agosto 2019
mm

Este ano a TDS estréia um novo percurso, que a tornará ainda mais dura e técnica. A distância e o desnível positivo passam de 121 km, 7300+ para 146 km, 9100+. Este acréscimo na distância e altimetria acontece na parte final da prova, quando ocorre o desvio para a região de Beaufortain.

A prova, que se anunciava muito forte teve algumas desistências, principalmente no plantel feminino que, se diminuem a competitividade, não tiram seu brilho.

A campeã do ano passado volta à prova para defender o título. No masculino, que ano passado teve a mais acirrada disputa na chegada dos três primeiros colocados, volta o 3º colocado. O campeão fará a prova principal e o vice ainda se recupera de contusão.

TDS FAVORITOS

Dmitry Mityaev: 3º colocado nesta prova em 2018, dentro do mesmo minuto do vencedor. Corredor muito eclético, competitivo em qualquer terreno ou distância. Este ano foi o campeão da High Trail Vanoise e da Trail do Porto Moniz e 2º colocado na ultramaratona da Transvulcania.

Ludovic Pommeret: campeão da UTMB em 2016 e 3º colocado na CCC de 2017. Este ano foi vice na High Trail Vanoise, 7º no Mundial de Trail de Portugal, 4º na Meia Maratona da Transvulcania e 5º na Trail Du Ventoux. Corredor muito consistente, quase sempre certeza de pódio.

Pablo Villa: liderava esta prova ano passado, juntamente com Dylan Bowman, quando tomaram caminho errado, na parte final. Não conseguiu lidar com isto e acabou parando (DBowman terminou em segundo, disputando a liderança até os metros finais). Não fosse por sua cabeça, já estaria em outro patamar. Tem consciência disto e tem trabalhado com uma psicóloga. Este ano venceu algumas provas na Espanha, a Puerta de Munielos, a Monte Aguilianos e a Aneto-Posets.  Foi o 2º colocado na Transgrancanaria GC, 6º na Mt Awa Skyrace e 8º na Livigno Skymarathon.

Tofol Castañer: 4º colocado nesta prova em 2018. Este ano foi o 2º na Zugspitz e na Swissalpine Irontrail Davos St Moritz. Corredor veterano, 47 anos, mas ainda supercompetitivo.

Pere Aurell: esta será sua estréia em um evento da UTMB. Especialista em provas mais curtas e verticais. A grande distância desta prova pode se apresentar como obstáculo para seu melhor desempenho. Este ano foi o campeão da Coastal Challenge, corrida por etapas na Costa Rica, 3º na Olympus Marathon, 8ª na Royal Race Gran Paradiso e 3º na Trail Rocacorba.

Jordi Gamito: apareceu para o mundo após sua 3ª colocação na UTMB de 2018. Em 2019 foi campeão em 2 provas na Espanha, a Menorca Cami de Cavalls e a Sky Gran Canaria. Campeão também da Grossglockner e 12º colocado na ultramaratona da Transvulcania.

Gabriel Rueda:  principal nome da América do Sul na prova. Este ano foi o vencedor da  4 Refúgios Nonstop, na Argentina; da Riaño Trail, na Espanha. Foi também o vice-campeão da primeira edição da Ushuaia by UTMB 130k e 4º na Eiger Ultratrail. No Mundial de Trail de Portugal ficou na 56ª posição, que conferiu um ITRA de 800 pontos.  Tem treinado na Europa nos últimos meses.

Outros nomes a considerar são Aurelién Dunand-Palaz, Antoine Guillon, Gerard Morales e Ryan Sandes.

Aposta? Pablo Villa, mesmo com todos os seus demônios.

TDS FAVORITAS

Kathrin Goetz: este ano já venceu a Lavaredo e a Eiger, prova da qual é bicampeã. Não foi bem no Mundial de Trail, mas porque a prova não se adaptava em nada às suas características.

Audrey Tanguy: vencedora desta prova em 2018. Este ano foi vice-campeã da Lavaredo e 3ª colocada na MIUT.

Francesca Pretto: este ano foi a 3ª na Lavaredo, 6ª na MIUT  e 1ª na Trans D’Havet, prova da qual é tricampeã.

Hillary Allen: este ano foi campeã da Cortina Trail. Está voltando aos poucos, depois do acidente que quase tirou sua vida na Tromso Skyrace, há 2 anos. Este ano, inclusive, voltou para a prova, mais para enfrentar seus fantasmas que para competir. Terminou junto com Manu Par, o corredor que salvou sua vida no acidente.

O Brasil será muito bem representado por Manu Vilaseca, que este ano venceu a TNF Endurance 80K do Peru e a Cerro Rojo 50K, foi 2ª na Trail Costa Brava 44K, 5ª na Montserrat Skyrace 23K e 3ª na Trail Rocacorba 38K.

Aposta? Kathrin Goetz, que vem fazendo um ano muito bom. Muito forte em terrenos mais verticais e técnicos.

Mais informações sobre o TDS: https://utmbmontblanc.com/