Outros

O retorno da Adventure Sports Fair em 2016

Por Wladimir Togumi • quinta, 20 outubro 2016 - 11:56

Após o cancelamento da feira em 2015 devido à crise econômica, a Adventure Sports Fair está de volta e de casa nova, a São Paulo Expo Exibition & Convention Center, na região sul da cidade.

Para quem esteve presente em outras edições (tanto na Bienal, quanto no Espaço Imigrantes) provavelmente o primeiro impacto seja o pequeno espaço ocupado, mesmo com as atividades, estandes e espaço para oficinas no mesmo local.

As palestras foram realizadas em auditórios dedicados garantindo conforto e silêncio para os convidados.

No lado externo podíamos encontrar praticamente as mesmas atividades de outros anos: test-drive de montadoras de automóveis e motos e salto de bungee jump. Lá dentro as atividades se complementavam com tanque para remada em caiaque e stand-up paddle, tanque de mergulho, pista de skate, pista de snowboard e esqui (sem neve), slack line e parede de escalada.

As oficinas de aventura abordaram temas diversos sobre os esportes e turismo de aventura, para diferentes níveis de conhecimento e portanto, atingindo praticamente todo o público interessado.

Dentre as atividades que acompanhamos mais de perto posso citar a clínica com Luis Antonio Gambá e a palestra de José Virginio falando sobre as corridas de montanha.

E também a clínica com Sidney Togumi, Ligia Almeida e Ivan Pires, integrantes da seleção brasileira de trail running que irá representar o país em outubro no Mundial em Portugal, destacando a presença ilustre de Stjepan Pavicic, diretor da NIGSA, organizadora da Ultra Fiord, Ultra Trail Torres del Paine, Patagonian international Marathon e Patagonian Expedition Race.

Visão geral do evento – observando a feira de uma forma mais ampla, percebe-se o foco maior no turismo de aventura (isso já vinha acontecendo há tempos) ao invés do esporte, provavelmente por atingir mais gente e consequentemente movimentar muito mais a economia outdoor de uma forma geral.

O evento poderia inclusive alterar o nome para Adventure Fair, assim como já se encontra registrado seu endereço na internet. Isso não significa desqualificar ou desmerecer os esportes.

A ausência de grandes nomes conhecidos do nosso meio e a presença de personalidades da televisão - Richard Rasmussen e Karina Oliani, por exemplo - deixa claro que a organização quer renovar seu público, trazendo gente nova para o mercado.

Algumas pessoas que temos como ídolos são totalmente desconhecidos do grande público e nada como trabalhar com quem está na mídia para atrair um novo público. Conhecer novos ídolos, acompanha-los e depois passar a consumir os produtos de aventura é um segundo passo a ser dado.

Trazer as mesmas pessoas de sempre para palestrar é “chover no molhado”, pois o assunto fica cada vez mais profundo e consequentemente, interessando somente para aqueles que já sabem de quase tudo e possuem quase tudo em roupas e equipamentos.

Fui apenas um dia e encontrei conhecidos que posso contar nos dedos. E sempre que isso acontece, seja numa competição ou na feira, acho bom, pois “caras novas” indicam interesse e possível movimentação no mercado no futuro.

Não sei dizer se a feira foi um sucesso de visitação e também não sou especialista em marketing e feiras para saber se a proposta utilizada foi a correta, mas de uma forma geral o mercado precisa se renovar e se tem alguém que tem condições de bancar essa aposta, não podemos reclamar.

Mas nem tudo são flores e o ponto negativo (e que pode acabar com toda a minha teoria descrita acima para atrair mais público) é o custo para visitar a feira.

O metrô Jabaquara é ali do lado, mas quem foi de carro teve que amargar com o custo de R$ 40,00 (se pensarmos na realidade de valores cobrados em outros lugares de São Paulo para passar o dia inteiro, está no mesmo nível, mas isso não quer dizer que considero barato) e R$ 50,00 de ingresso na bilheteria.

Por Wladimir Togumi
quinta, 20 outubro 2016 - 11:56 | geral
publicidade
Desafio El Cainejo dá início ao circuito Alpinultras 2017
Em seguida acontecerá a Ultra Trail Valls ...
Como uma equipe de corrida de aventura se prepara tendo atletas em diferentes cidades
Integrantes da Saci-Aksa só se encontram nas provas. ...
Quebrando o gelo - Relato de Fredy Guerra no Indomit Mendoza 2017
UTIM80 - Indomit Ultra Trail Mendoza 2017 - Cordilheira dos ...
GODZone Adventure 2018 terá $50.000 de premiação em dinheiro
A GODZone Adventure, uma das maiores corridas de aventura do ...
publicidade
Sites Parceiros
RBCA
Ranking Brasileiro de
Corrida de Aventura
Digital Pictures
Fotografia
Trail Hunters
Portal Trail Running
Cadastro
Cadastre seu email e receba as noticias automaticamente no seu email diariamente