Tecnologia x Corrida de Aventura: equipes do ARWC 2016 ficarão isoladas após entrega dos mapas

Por Redação - 19 Jan 2016 - 11h15
Corrida de Aventura

Um dos grandes atrativos e diferenciais das corridas de aventura é poder encontrar os postos de controle espalhados pelo percurso utilizando apenas mapas e bússola. Independente de ser uma corrida de apenas 40 Km ou 500 Km, a sensação de ver um prisma ou um fiscal de prova depois de horas à caça de um ponto no meio do nada é de alívio e motivação para seguir em frente.

Mas nem todos estão dispostos a ficar horas perdidos ou procuram ganhar vantagem sobre as outras equipes utilizando as tecnologias atuais de mapeamento. Ter um mapa de papel nas mãos e poder comparar com os mapas digitais como o Google Maps ou Google Earth facilita muito na escolha do melhor caminho.

Com essas ferramentas é possivel ter uma melhor idéia do tipo de terreno, desnível, tipo de mata, se existem atalhos que não aparecem no mapa, entre outros.

Por isso a organização do ARWC 2016 - XPD Race colocará um embargo e deixará as equipes isoladas de qualquer meio de comunicação externo após a entrega dos mapas. Nem mesmo pessoas de fora da equipe poderão ficar próximas. Isso tudo para tentar manter um nivel de competitividade justo entre todos os participantes do mundo.

Dependendo da região da prova, aqueles que quiserem tirar vantagem poderão utilizar seus celulares para navegar, mas isso demanda carregar diversas baterias ou aparelhos para conseguir chegar no final da prova. Além do o risco de serem vistos por outros competidores, terão que torcer para haver sinal da operadora.

Além do acesso aos mapas eletrônicos, outra polêmica se refere ao uso de relógios com GPS, que é difícil de ser fiscalizado. Provavelmente a única maneira seria fazer cada atleta esvaziar toda a mochila, guardar tudo e lacrá-la na frente de um fiscal e ainda assim ficar num local isolado até a largada. E essa logistica é muito complicada em alguns eventos, pela demanda de fiscais ou pelo espaço necessário para confinar tanta gente.

Mas como podemos ver pelo histórico de vitórias da Seagate, nem sempre ter acesso a mapas, conhecer o local ou falar o idioma do país - que não seja o inglês - levará os competidores ao pódio.

Vide o ARWC Pantanal 205 onde o percurso era em uma região remota, sem sinal de celular, poucas pessoas pelo caminho e um terreno muito diferente do imaginado, olhando o mapa.Nada como ter um bom navegador e uma equipe entrosada e forte fisicamente.

Serviço
AR World Championship 2016 - XPD Race
08.11.2016
Ulladulla (NSW)
www.xpd.com.au
Redação
Por Redação
19 Jan 2016 - 11h15 | geral | Corrida de Aventura
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
Cadastro
Cadastre seu email e receba as noticias automaticamente no seu email diariamente