Desafio Aysén 2014 abriu o Circuito Latinoamericano de Carreras de Aventura

Por Wladimir Togumi - 22 Jan 2014 - 17h45

Do mar à fronteira com a Argentina. Essa foi a proposta da sétima edição do Desafio Aysén, corrida de aventura realizada na região de Aysén e que além dos anfitriões chilenos, contou com a presença de atletas do Brasil, Argentina, Uruguai e Equador.

Os participantes de La carrera + hermosa de Chile enfrentaram uma das edições mais dificeis de todas, com um percurso que passou por todos os ecossistemas da região de Aysén, incluindo 3 áreas silvestres protegidas pelo Estado, enfrentando todo o tipo de terreno e variações climáticas comuns da Patagônia.

Centro Cultural Puero Aysén
Centro Cultural Puerto Aysén © Wladimir Togumi

Visão de Puerto Aysen a partir do Cerro Cordon

Com o objetivo de ser parte do AR World Series em 2017, esta edição da corrida passou a ter uma categoria de quartetos (Elite) em formato non-stop e o percurso foi aumentado para 400 quilômetros e duração de 4 dias. As duplas puderam participar nas categorias Expertos e Aventureros.

A base pré-largada foi montada no Centro Cultural de Puerto Aysén, onde as equipes fizeram o check-in e receberam seu material de prova. A cidade estava em meio à comemoração de seus 85 anos e por 3 semanas havia programação diária de atividades culturais e apresentação de shows na Plaza de Armas.

O alcalde, Oscar Catalán Sánchez, fez um belo discurso na cerimônia de abertura, montado um pequeno paralelo da história, das dificuldades e das conquistas de Puerto Aysén com os desafios que os atletas iriam enfrentar a partir do dia seguinte, como por exemplo a subida ao cume do Cerro Cordón, um lugar onde muitos gostariam de chegar.

Disse que um grupo de moradores chegou ao cume depois de aproximadamente 10 horas e que os atletas provavelmente fariam mais rápido. Mas brincou dizendo que ao menos puderam desfrutar melhor da paisagem.

O briefing feito pelo organizador Francisco Vio foi rápido e objetivo, permitindo que os atletas pudessem retornar rapidamente para suas hospedagens e terminar os preparativos para a largada no dia seguinte.

Como sempre acontece nas corridas na Patagônia, os trekkings nas montanhas foram determinantes para o resultado final. As subidas íngremes, a navegação mais difícil e o clima frio com fortes ventos exigiram muito mais dos atletas. Mas isso não significa que remar no rio e no mar, pedalar por estradas e trilhas e escalar na rocha foram fáceis. Para alguns, foi a primeira vez que ficaram de frente, cara-a-cara literalmente, com uma rocha tentando encontrar um apoio qualquer para os pés ou para os dedos da mão para vencer a seção de escalada.

A largada promocional foi feita na Plaza de Armas com a escolta dos Carabineros de Chile, passando pela Ponte Presidente Ibáñez e chegando no centro poliesportivo, construção inaugurada em 2013 que conta com uma piscina semi-olimpica onde os atletas fizeram a natação. O espaço conta com lugar para cinco mil pessoas e é utilizado para atividades recreativas, esportivas e culturais.

Enquanto os Aventureros e Expertos nadavam e seguiam para o Cerro Cordón, a Elite pegava os caiaques e seguia pelo Rio Aysén até o Pacífico. Mais tarde, as categorias invertiam as modalidades.

Com a chegada da noite, as duplas se dirigiram para o primeiro acampamento para a pernoite enquanto os quartetos enfrentavam a escuridão gelada em sua jornada non-stop.

Um dos trechos mais complicado para as bicicletas foi o caminho até a tirolesa próximo ao Lago Portales. Os últimos 300 metros do caminho que está sendo construído em meio aos bosques tinha apenas árvores caídas e era preciso negociar a passagem entre troncos e pequenos bambus cortados. A única opção por ali era colocar a "magrela" nas costas e tentar se equilibrar enquanto procurava um lugar seguro para pisar.

A prova então se aproximou da capital Coyhaique. O clima ruim não permitiu que os atletas subissem o Cerro Cordillerano (1.669m), mas eles não puderam se livrar do El Fraile (1.517m) e outras montanhas nos arredores. Apesar de próximos à chegada, as equipes tiveram que fazer ainda um longo caminho até a aduana na fronteira com a Argentina, para depois finalizar a corrida no Passeo Horn, no centro de Coyhaique.

Na pausa entre uma chegada e outra, aconteceu o desfile de participantes do Campeonato Mundial de Pesca com Mosca (Fly Fishing), esporte que atrai um grande público para a região, que possui lodges especializados nesse mercado.

A vitória na categoria Elite ficou com os favoritos da Uruguay Ultra Sports / Gymnasio Equilibrio, formado pelos uruguaios Ruben Manduré e Federica Fontini e os argentinos Daniel Pincu e Nico Alfageme.

"Foi particularmente difícil porque o clima na montanha fazia muito frio e muito vento. Estamos todos molhados porque o caminho ao PC mais alto foi dificil realmente. Por sorte tenho uma equipe de ferro, todos muito fortes", disse Ruben Manduré.

Uruguay Ultra Sports Gymnasio Equilibrio

Os brasileiros da Harpya, formada por Pedro Alex, Diogo de Sordi, Fausto Silva e Fabiana Duarte e em sua primeira corrida internacional, ficaram com a segunda colocação.

"Foi uma coisa muito nova, a gente nunca tinha feito uma prova internacional, ainda mais com um clima que varia tanto como aqui na Patagonia, mas foi muito legal ter a opção de navegar fora de trilha. Foi uma experiência muito legal como aprendizado para uma equipe que está se formando, somos novos como equipe. Foi um grande prazer estar no Chile, estar na Patagonia e andar nessas montanhas e planícies", disse Pedro Alex.

Para ele, a principal dificuldade da equipe foi com o clima. "Qualquer pico que você suba acima de 1.000 metros, pode levar tudo que tiver de roupa que o negócio vai esfriar mesmo."

Harpya

Sobre a prova, "uma coisa que no Brasil estamos acostumados é encontrar vendinhas ou algum lugar onde se pode comprar comida. Aqui, esquece... Não tem nada em lugar algum. Você tem que ser totalmente auto-suficiente com sua comida. E por outro lado, existe água em quase todos os lugares".

Logo na canoagem inicial, a equipe passou por um sufoco a cruzar a Baía Acantillado. "O vendo virou nosso caiaque ao cruzar a baía e tivemos que ser resgatados pela marinha chilena. Eles queriam que a gente abandonasse a prova, mas nós falamos que não, colocamos o caiaque de volta na água e continuamos", comentou Pedro. "Foi meio chocante. No PC4, na primeira modalidade, tomar um caldo no Pacifico. O caiaque voou como se fosse uma folha de papel", disse rindo.


Fernando Rivas, da equipe Espiritu Patagonia, no posto de controle na aduana do Chile/Argentina

O Brasil também esteve representado entre as duplas com a equipe Advogado Aventureiro, formada por Euder Mello e Xikito, que foi para o Chile praticamente sem descanso do mundial na Costa Rica. Todos ficaram impressionados com sua força, que em todo o percurso ajudou seu companheiro de equipe a seguir em frente.

Noite no acampamento em Lago Atravesado

Mas a declaração mais divertida foi dada pela chilena Veronica Bravo. Em um das montanhas a atleta estava com frio e, sem muitas roupas, foi ajudada por outros competidores que lhe davam uma blusa ou um corta vento emprestado. Quando Xikito passou, lhe deu um beijo, um abraço e perguntou se tinha namorado!

O encerramento do evento aconteceu no Cine Coyhaique, que além da entrega de prêmios, contou com apresentações de dança regionais.

Travessia de Balsa

Esta edição do Desafio Aysén contou também como inicio do recém lançado Circuito Latinoamericano de Carreras de Aventura, que contará com provas até o momento na Argentina, Brasil, Uruguai, Paraguai, Peru e Equador.

Classificação Final
Elite

1 - Uruguay Ultra Sports / Gymnasio Equilibrio
2 - Harpya
3 - XK Race Argentina

Varones Expertos
1 - Team Bariloche
2 - Club Andino Bariloche - CAB
3 - Garmin - Latitud Sur
4 - ANSCO

Mixtos Expertos
1 - Giant Uruguay
2 - Garmin - Tamarugal XC

Varones Aventureros
1 - Espiritu Patagonia
2 - PSR
3 - Gimnasio Akivate & Aysen Aventura
4 - Varona Aventura
5 - Advogado Aventureiro
6 - Los Baguales de Puerto Aysén
7 - Los Rústicos

Mixto Aventureros
1 - Mestizos

 

Mais informações: www.desafioaysen.com

Informações sobre o Circuito Latinoamericano: www.aventuralatinoamerica.com

Galeria completa de fotos: http://www.adventuremag.com.br/fotos/image.browser.php?view=albm_view&albumid=1390335963&

Cerimonia de encerramento
Serviço
Desafio Aysén Verano 2014
14.01.2014
Wladimir Togumi
Por Wladimir Togumi
22 Jan 2014 - 17h45 | geral |
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
Cadastro
Cadastre seu email e receba as noticias automaticamente no seu email diariamente