Carlos Sá, Armando Teixeira e Nerea Martinez, os grandes vencedores da 5ª edição do MIUT

Por Redação - 28 Mai 2013 - 15h37

Era grande o entusiasmo à meia-noite do dia 25 de maio, na largada das provas mais duras do MIUT - 115Km e 85Km. O frio e o evento faziam-se sentir-se em Porto Moniz, mas nada demoveu os atletas que começaram a correr noite noite dentro.

Carlos Sá foi o grande vencedor da prova principal, conseguindo completar 115 quilômetros em 15h07m55, seguido do atleta da Salomon Suunto, Armando Teixeira que liderou os primeiros 20 quilômetros com 4 minutos de vantagem sobre Carlos, até a descida do caminho das Ginjas, onde sofreu uma queda e deslocou o ombro. Obrigado a abrandar o ritmo, Armando foi passado por Carlos e mesmo depois de correr 80 quilômetros com uma luxação no ombro, chegou à meta em 2º lugar, com um tempo de 16h09m41 logo seguido de Nuno Silva.

Podium Madeira Ultra Trail 2013

Carlos Sá: "Comecei a corrida com cautela, pois passou pouco tempo desde a Maratona des Sables e preciso de poupar-me para o próximo desafio – BadWater nos EUA, como me senti bem fui aumentando o ritmo".

Armando Teixeira: "Foi uma prova dura pois fiz mais de 80 quilômetros com dores no ombro, mas apesar de tudo consegui desfrutar e aproveitar as condições únicas que esta ilha tem para a prática do trail."

Nerea Martinez, atleta da Salomon Suunto Espanha, que veio diretamente do Royal Raid nas ilhas Mauricias, onde ganhou, repetiu o feito na Madeira. Cruzou a meta feminina 19:15h depois e com um sorriso no rosto. "Foi uma prova muito dura com muitas oscilações de temperatura. Muito frio e neblina nos picos e calor e chuva embaixo. Passou-me pela cabeça abandonar, já que sofri muito, mas a paisagem incrível ajudou-me e valeu a pena. Vou voltar no próximo ano."

Já Julian Chorier, da Salomon Internacional, que soma ao seu currículo vitórias como o Monte Fuji e a Diagonal de Fous, entrou na prova com toda a força, mas foi obrigado a desistir devido a problemas musculares que se acentuavam nas descidas.

Miguel Reis e Silva, também da equipe Salomon Suunto Portugal, acabou a prova de 42 quilômetros em segundo lugar, muito perto do primeiro, acabando por sair vencedor, devido à desqualificação do atleta que passou a meta em primeiro lugar - João Marinho.


Redação
Por Redação
28 Mai 2013 - 15h37 | geral |
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
Cadastro
Cadastre seu email e receba as noticias automaticamente no seu email diariamente