Trail Run

Montanhismo para todos: Cinco dicas essenciais para começar e desmistificar a prática

Por Adventuremag em 8 agosto 2021
mm

Quando se escuta a palavra montanhismo, instantaneamente, no imaginário da maioria, pensa-se em alguém chegando ao pico do Monte Everest, que é extremamente difícil e praticado apenas por alpinistas profissionais, separando-os dos “meros mortais”. Mas isso reflete a realidade? Não mesmo!

Antes de tudo, o montanhismo é uma prática extremamente democrática com diversas modalidades, que se adequam às habilidades e vontades de cada um. Com o intuito de desmistificar a prática, a Decathlon preparou um guia prático de cinco dicas para conhecer mais a fundo a atividade e ajudar os interessados em começar nesta nova aventura, sabendo o básico necessário para este início.

1 – Conheça as modalidades do montanhismo antes de escolher qual seguir

O montanhismo engloba várias práticas esportivas que podem ser classificadas em modalidades distintas, já que
cada uma apresenta uma característica específica. Entre as mais conhecidas e praticadas estão: trekking, hiking, escalada (tendo algumas variantes), e até mesmo o rapel.

O trekking e o hiking têm como base o mesmo princípio, que é a caminhada na natureza, no entanto se diferenciam no tempo de duração. Enquanto o trekking é de longa duração, durando mais de um dia, o hiking é mais rápido, podendo ser até mesmo um bate e volta na trilha. Há a escalada, que possui várias vertentes, sendo a mais indicada para iniciantes a escalada esportiva, já que possui a vantagem de oferecer alto grau de segurança. Já o rapel é uma prática que exige o uso de cordas e equipamentos para a descida de paredões e vãos livres.

2 – Busque informações confiáveis

Uma boa forma de explorar as modalidades e as infinitas possibilidades é buscar informações de fontes
confiáveis. Assim, é sempre indicado consultar sites e blogs de marcas, agências e profissionais que já tenham experiência no ramo como forma de nortear os próximos passos, assim, há certeza de estar trilhando um caminho de maior segurança.

3 – Treinar e estudar fazem parte do processo – e ninguém começa expert em nada

É importante ressaltar que a evolução, em qualquer atividade, se dá pelo exercício da prática de forma
comprometida, o que não seria diferente com as modalidades do montanhismo.

4 – Procure ajuda de profissionais no ramo

Realizar um curso ou contratar um guia profissional é uma das melhores opções para iniciar o contato com a
altitude e a natureza com maior segurança. Pesquise a fundo e escolha profissionais especializados em cada região.

5 – Equipamentos adequados (e de qualidade) fazem a diferença

É essencial estar bem equipado para a prática, seja ela qual for. Por isso, a Decathlon selecionou alguns itens indispensáveis de suas marcas especializadas em montanhismo, Quechua, Forclaz e Simond, que farão a diferença não apenas no conforto, como também na performance de qualquer modalidade. Confira abaixo a seleção:

Para trilha e trekking:

1 – Bota de trilha impermeável MH500 – Quechua – feminina e masculina

2 – Jaqueta de trilha impermeável MH500 – Quechua – feminina e masculina

3 – Mochilas – a Mochila MH500, da Quechua, de 20L, e a Mochila de Trekking Trek 900, da Forclaz, de 80L, para uma trilha de longa duração

4 – Bastões de caminhada MH500 – Forclaz

Para escalada:

1 – Sapatilha de escalada Rock+ – Simond

2 – Cadeirinha de escalada Rock – Simond

3 – Capacete de escalada Rock – Simond

4 – Corda de escalada 9,5mm Cliff de 60m – Simond

5 – Mosquetão de rosca para escalada Rocky – Simond

6 – Costura expressa de escalada Rocky Fio 17cm – Simond

Além disso, a marca acaba de lançar o Decathlon Camp, um app gratuito com informações essenciais sobre a barraca ideal para qualquer aventura, para ser usado antes ou depois da compra. Disponível para download na Apple Store e
Google Play, o app traz vídeos de montagem, desmontagem e funcionalidades das barracas de acampamento, trilha, trekking e abrigos, e o melhor: ao adicionar um barraca à aba de favoritos, não é necessário estar conectado à internet para conseguir assistir aos vídeos, assim, eles podem ser acessados mesmo em meio à natureza, descomplicando a vida dos aventureiros em qualquer situação.