Trail Run

Superou a asma e correu com 17ºC abaixo de zero

Por Federico Sanchez Parodi em 4 fevereiro 2020
mm

Teve ataque de asma em plena corrida, em meio à neve em Minnesota, mas conseguiu controlá-la e seguiu correndo.

A brasileira Simone Valentín é experiênte no trail running e, principalmente, nas longas distâncias.

Quando seu país ficou pequeno, viajou para diferentes partes do mundo fazendo tantas corridas quanto possível.

Finisher na UTMB, visitou a Argentina para completar, entre outras provas, os 200 quilômetros da La Misión.

Mas o frio e a América do Norte a chamavam. De fato, em uma das corridas ficou hospitalizada com queimaduras nas mãos ao correr sob 40ºC abaixo de zero.

Este fato de longe a deixou fora das competições ou a fez ter medo. Pelo contrário, a deixou cheio de força para voltar a competir.

Assim foi como confirmou na Arrowhead 135, uma corrida que acontece em Minnesota, EUA.

Apesar de suas asma, as baixas temperaturas e o clima ruim, ela conseguiu!

Após três tentativas, cumpriu seu sonho e assim o expressou: “Após três desistências, consegui cruzar a linha de chegada. Sinceramente este ano a temperatura ajudou, porque não foram mais de 17 graus abaixo de zero e assim pude controlar meu suor e não me congelar.”

“A transpiração complicou tudo, mas pude controlar minha asma. Fiquei parada por sete horas pelos ataques, mas aprendi a lidar com essa situação, tirando o melhor de mim,” disse.

Finalmente comentou: “Depois de tantas corridas, sabia que desta vez a asma não me deixaria de fora e não abandonei. Pude ir rápido até que os ataques chegaram e cruzei a linha de chegada com quase 57 horas (56 horas e 50 minutos). A estratégia funcionou, mas confesso que não foi fácil puxar o trenó durante a corrida.”

Simone completou o sonho de ser finisher na BR135, Badwater135 e Arrowhead135, convertendo-se na primeira sul-americana a conquistar o feito.

“Cada vez mais me apaixono pelas corridas de inverno e espero poder retornar. No fio me sinto muito feliz.”