Trail Run

Ultra Paine 2019: correndo no paraíso patagônico

Os Cuernos del Paine é uma das formações mais reconhecidas do maciço Paine, um conjunto de montanhas encontrado do Parque Nacional Torres del Paine e pano de fundo da chegada da Ultra Paine.

E é com essa paisagem que os participantes da corrida finalizam sua participação em uma das corridas mais bonitas do mundo, no extremo sul do continente Americano.

+ Veja mais: Galeria de fotos Ultra Paine 2019

A Ultra Paine oferece os percursos de 80 Km, 50 Km, 35 Km e 14 Km, permitindo a corredores de todos os níveis encararem as trilhas e estradas da região. Não que seja um prova fácil. O desnível acumulado e o frio podem ser grandes desafios no decorrer do dia.

A base do evento é montada na cidade de Puerto Natales, a cerca de 3 horas de Punta Arenas, capital da Região de Magalhães e Antártica Chilena, onde chegam os vôos de Santiago. Pode-se seguir de ônibus (aproximadamente R$ 50,00) ou para quem planeja conhecer outros lugares, alugar um carro.

Clima perfeito para correr

Falando em clima, este ano estava perfeito para correr. Não fez muito frio e praticamente não havia vento. A previsão de chuva para a parte da tarde do dia não se concretizou e caíram apenas algumas garoas esparsas.

E para confirmar o clima instável da Patagônia, no final do dia, depois do céu se fechar e esconder o Paine, o sol apareceu com força e parte das montanhas ao fundo deram as caras.

Grande participação estrangeira

A Ultra Paine sempre atraiu atletas estrangeiros e este não foi diferente. O evento reuniu este ano cerca de 300 atletas vindos de 25 países, sendo que o Brasil levou 83 corredores participando em todas as distâncias.

Ônibus chegando com os atletas dos 50 Km na manhã de sábado.

O clima diferente, a paisagem, um novo desafio e as opções de passeios antes e depois da corrida são alguns dos ingredientes que tornam a corrida atrativa para os participantes, não apenas estrangeiros.

Um dos maiores grupos era a Agille Consultoria Esportiva, liderada por Pedro Mussi e composta por mais de 30 alunos vindos de Nova Friburgo (RJ).

Parte do grupo, com alguns “infiltrados” como Fernando Nazário.

Madrugando para a largada dos 80 Km

A noite foi curta para os participantes dos 80 Km. O transfer saiu às 04h de Puerto Natales em direção à largada na Villa Cerro Castillo, onde os atletas se prepararam e se aqueceram dentro de uma escola.

Ainda estava escuro quando os atletas partiram para sua longa aventura até o hotel Rio Serrano. Ao longo do dia eles encontrariam pela frente os participantes das outras distâncias, que compartilhavam dos mesmo caminho até a chegada.

Chegada no hotel Rio Serrano

A infraestrutura do hotel Rio Serrano foi a base de recuperação dos participantes da Ultra Paine, onde puderam tomar banho, comer, trocar de roupa e se abrigar do frio enquanto aguardavam os amigos ou o transfer de volta para Puerto Natales.

As grandes vidraças voltadas para a chegada permitiam que assistissem a tudo confortavelmente, sentados em poltronas e aquecidos por uma lareira. E para quem quisesse sentir na pele o clima da patagônia, cadeiras e mesas no lado externo era o ponto de encontro.

Campeões 2019

A participação estrangeira se refletiu no pódio, com chilenos e estrangeiros dividindo os locais mais altos.

80 Km
Daniel Vásquez, CHILE (09:38:26)
Rocío Alcocer, MÉXICO (13:42:09)

50 Km
Luis Chávez, VENEZUELA (05:03:45)
Andrea Piedra, COSTA RICA (06:11:25)

35 Km
Lucas Ribeiro, BRASIL (03:19:04)
Carolina Pincheira, CHILE (04:05:30)

14 Km
Jefferson Valderrama, COLOMBIA(01:16:43)
Camila Ramírez, CHILE (01:23:38)

Ultra Paine 2020

E para quem ficou com vontade de conhecer a prova e/ou o lugar, a data da Ultra Paine 2020 já está definida: 26 de setembro.

Marque na sua agenda e comece os planejamentos de treino e viagem.

Mais informações: www.ultrapaine.com