A psicologia e as emoções nas provas de trail

Ansiedade

A psicologia pode auxiliar os atletas de trail em vários aspectos.  Através do trabalho de fortalecimento mental podemos auxiliar na construção de autoconfiança, foco nos treinos e objetivos, identificação de crenças limitantes que podem interferir nos treinos e competições, assim como identificar possíveis barreiras na realização da performance desejada.

Aqui eu vou ressaltar a importância da identificação dos sentimentos e emoções envolvidos numa prova. Não podemos esquecer que os atletas são seres emocionais e como tais, possuem as mais diversas emoções antes, durante e após uma prova. Assim como nos treinos.

Reconhecer seus sentimentos e emoções e aprender a lidar com suas frustrações nem sempre é tarefa fácil para o atleta. Mas, vamos falar das emoções.

Ansiedade

Uma das emoções que mais vejo no meu trabalho com atletas é a ansiedade. A ansiedade em relação ao desempenho, à performance, é sempre um tema onde os atletas mais pedem ajuda.

Uma certa quantidade de adrenalina é importante para realização da competição, podemos chamar isso de consciência intensificada, ou como costumo chamar:  entusiasmo. Porém, o excesso de adrenalina traz uma sensação de desconforto e paralização. A ansiedade é uma emoção que passa do ponto. É a antecipação de problemas futuros que talvez nem aconteçam.

Quando o atleta começa uma prova ansioso, seu rendimento já está comprometido, pois o excesso de adrenalina se transforma em ansiedade que paralisa e acaba criando tensões desnecessárias na musculatura e na mente.

A ansiedade pré competição pode trazer pensamentos negativos em relação a performance. Sabemos que os pensamentos negativos podem roubar a energia da musculatura, comprometendo o desempenho e possibilitando lesões.  Ou seja, a ansiedade não ajuda, só atrapalha.

Então eu digo que ao invés da ansiedade o atleta precisa do entusiasmo. E nesse caso o entusiasmo é a energia necessária para a realização da prova com tranquilidade adequada para que haja, foco, determinação, possibilitando o atleta a usar todos seus instrumentos internos na corrida buscando atingir seus objetivos.

O que fazer então? Eu sugiro que você faça uma lista de todos os seus pensamentos referentes a sua performance. Pense nos gatilhos que disparam a sua ansiedade. E use alguma técnica de relaxamento, meditação ou terapia energética para aliviar sua ansiedade em cada pensamento. Até que ele perca sua força.

E você vai se sentir mais leve, focado, relaxado e pronto para sua prova.

Previous articleShimano Fest 2018 confirma principais marcas e atrações
Next articleBrasil Ride Trail Run estreia em Ilhabela em grande estilo
mm
Diretora do Núcleo de Integralização Humana *Psicóloga, atua ativamente na área clínica e do esporte desde 1984 *Ajudando atletas de alta performance a conquistarem equilíbrio emocional *Autoconfiança e resistência, atributos essenciais para que os esportistas alcancem e superem suas metas. *Apesar da ampla experiência em diferentes modalidades esportivas (natação, basquete e tênis, esgrima), Wania vem se dedicando nos últimos anos ao trabalho com maratonistas e corredores de montanha. *A psicóloga também possui Especialização em Medicina Psicossomática; *Programação Neolinguística, Hipnose Ericksoniana, técnicas para auxílio em traumas; Certificação Profissional TAT - Tapas Acupressure Technique; Formação em EFT- I Emotional Freedom Techniques e Diploma em Comprehensive Energy Psychology (DCEP). Instagram: @Nihumana, @waniarenno Facebook Núcleo de Integralização Humana Fone:+ 55 11 3167 4835
SHARE

Comentários Facebook

Disqus

advmag