Trail Running

OCC 2017: Favoritos e destaques

Por Orlando Yamanaka
Publicado 16 agosto 2017 - 07:57

Prova mais recente do UTMB, o OCC - Orsières-Champex-Chamonix - passou a fazer parte do evento em 2014. Seu percurso possui aproximadamente 56 quilômetros com cerca de 3.500 metros de ganho positivo e explora a região suíça de Valais.

Nesta quarta edição os destaques femininos ficam com a americana Stevie Kremer, uma professorinha do Colorado que deixa muitos marmanjos graduados para trás e Amandine Ferrato, vice-campeã mundial de Trail Run este ano.  E a prova ficou mais estelar ainda com a entrada, nesta semana, da Emelie Forsberg e a mudança da Rory Bosio, da TDS para esta prova.

O masculino também está recheado de grandes nomes e é muito difícil apontar um destaque entre os favoritos. É uma prova "curta", que não permite erros. Toda nossa torcida vai para os representantes de elite do Brasil - Ernani Souza, 6º colocado no ano passado e Ivan Pires.

As favoritas:
Emelie Forsberg (Salomon) - corredora extraordinária, com uma coleção de vitórias e pódios desde 2012. Teve uma lesão gravíssima em 2016 e passou por uma cirurgia do ligamento cruzado anterior. Desde o retorno, no 2º semestre do ano anterior, tem feito provas mais curtas. Venceu a Kima 2016, foi 6ª no KV de Zegama Aizkorri e 8ª na Maratona do mesmo evento, este ano.  Tão forte no esqui quanto nas corridas de montanha, divide as corridas com participações nas provas da ISMF.

Rory Bosio (The North Face) – americana, corredora talentosíssima, deve ter uma genética super-privilegiada . Não faz treinos estruturados, corre por instinto e mesmo assim tem desempenhos extraordinários. Venceu a UTMB 2013 com quase 2 horas de vantagem sobre a 2ª colocada, ninguém menos que Nuria Picas, além de bater o recorde da prova em mais de 2 horas. Foi sétima colocada no geral. Não de forma tão espetacular, repetiu a vitória em 2014. No início deste ano venceu a Tahoe Rim 50 milhas no geral, batendo todos os homens. Estava inscrita na TDS, mas mudou para esta prova nesta última semana.

Stevie “Sunshine” Kremer (Salomon) – americana, desde 2016 tem corrido poucas provas; seus grandes resultados são de 2014 e 2015. Mesmo assim candidata fortíssima à vitória, com chance de ser Top10 na geral.

Amandine Ferrato (Hoka OneOne ) – francesa, vice-campeã da mundial de trail run 2017 3ª na Sierre-Zinal 2017. Campeã da MIUT 42K em 2016 e 2ª colocada da Maratona Mont Blanc 42K em 2016.

Yngvild Kaspersen (Salomon) – norueguesa, não tem corrido muito em 2017. Em 2016 venceu a Zegama Aizkorri e foi 2ª colocada no Festival de Templiers.

Yuri Yoshizumi  – japonesa, começou a fazer provas fora da Ásia recentemente. Pequeníssima, mede 1,40m, mas muito forte e rápida. Campeão do circuito asiático da Skyrunning, é uma grande especialista em provas verticais e este ano venceu o KV da Transvulcania.

Favoritos:
Marc Lauenstein (Salomon) – suíço, em 2017 foi 3º na Zergama Aizkorri e 4º na Maratona do Mont Blanc 42k. Único atleta com ITRA superior a 900, que alinhará para esta prova.

Pau Bartolo (Buff) – espanhol, provavelmente retornou à prova porque não ficou satisfeito com seu resultado em 2016. Já venceu a CCC e a TDS. Não é de se duvidar que esteja buscando o mesmo feito do Thèvenard, ganhar todas as provas do evento.

Thibaut Baronian (Salomon) – francês, vencedor da Maratona da Transgrancanaria e 3º colocado nesta prova em 2016. Em 2017 foi o 7º na Maratona do Mont Blanc e 3º nos 50k da Ultra Trail Australia.

Dani Garcia – espanhol, em 2017, 5º colocado no mundial de Trail Run e 2º na Maratona da Transvulcania.

Ruy Ueda (Columbia) – japonês, em 2016 foi o 2º colocado na CCC e 1º na Gorge Waterfalls, nos EUA. Este ano foi o 8º na Zegama Aizkorri 2017 e 9º na Dolomites Skyrace.

Ernani Souza (Kailash) – brasileiro com a melhor pontuação na ITRA (803). Foi o 6º colocado nesta prova em 2016 e o 1º na categoria. Em 2015 venceu o El Cruce e o TNF EC Agulhas Negras e foi o 2º na Maratona dos Perdidos. Este ano fez parte da equipe brasileira no mundial de trail run.

Ivan Camps (Buff) – espanhol, foi o 5º colocado nesta prova em 2016.

Além do Ernani, a elite do Brasil estará representada pelo Ivan Pires (Kailash). Fez parte da seleção brasileira que participou do campeonato mundial de Trail Run em 2016. Foi o 15º no El Cruce em 2016 e 13º na TNF EC Agulhas Negras em 2015.

31.08.2017
OCC 2017
Por Orlando Yamanaka
16 agosto 2017 - 07:57 | geral | Trail Running
Cadastro
Cadastre seu email e receba as noticias automaticamente no seu email diariamente