Como se define uma prova Skyrunning

Por
23 Fev 2016
Trail Running

Dentre os diferentes tipos e definições das corridas em trilha, a Skyrunning chama a atenção pelos percursos com grande inclinação, montanhas que parecem tocar o céu e paisagens de tirar o fôlego. Para completar o desafio, um caminho técnico e terrenos que podem variar entre trilhas, pedras e neve.

De acordo com a definição da International Skyrunning Federation (ISF), órgão independente sediado na Suíça que administra o esporte no mundo, para receber essa denominação as provas devem alcançar no mínimo os 2.000 metros de altitude e inclinação maior que 30%.

Atendido esses requerimentos, as provas são divididas e sub-divididas de acordo com o tamanho do percurso, altimetria, tempo de chegada do primeiro colocado e inclinação. É preciso um tempo para entender as definições e alguns termos podem causar confusão. Um exemplo é a palavra Marathon, que pode enganar os mais distraídos achando que o percurso terá 42 quilômetros.

A denominação SkyMarathon pode acontecer em 2 casos:
- Percurso minimo de 30 Km, estimativa do vencedor terminar em menos de 5 horas e ascensão vertical mínima de 2.000m
- Percurso minimo de 20 Km, estimativa do vencedor terminar em menos de 3 horas, ascensão vertical mínima de 1.200m e altitude minima de 4.000m (se não alcançar essa altitude, passa, recebe a denominaçãod e SkyRace).

As denominações a principio são confusas. É preciso um tempo para analisar com calma os detalhes do percurso e encaixar na denominação correta.

Skyrunning:
- Sky - Menos de 50 Km e/ou menos de 5 horas para o vencedor. Nos países que a altitude não chegar a 2.000m, o percurso deve ter 13% de inclinação em média e passar pelos pontos mais altos.
- SkyRace - mínimo 20 Km; menos de 3 horas para o vencedor; mínimo 1.200m de ascensão acumulada. Se alcançar altitude de 4.000m, passa a ser denominada SkyMarathon (ver abaixo)
- SkyMarathon - mínimo 30 Km; menos de 5 horas para o vencedor; mínimo 2.000m de ascensão acumulada.
- Ultra - acima de 50 Km e entre 5 e 12 horas para o vencedor
- Ultra SkyMarathon - Corridas que excedam os parâmetros da SkyMarathon em mais de 5% com mais de 2.500m de ascensão acumulada.
- Ultra XL SkyMarathon - Corridas que excedam os parâmetros da UltraSkyMarathon com mais de5.000m de ascensão acumulada e mais de 12 horas para o vencedor
- Vertical - Corridas uphill com inclinação média de 25% e alguns trechos com mais de 33%
- Vertical Kilometer - Corridas com ascensão de 1.000m em terreno variado que não exceda 5 Km de percurso.
- Skyspeed - 100 metros ou mais de ascensão acumulada e mais de 33% de inclinação
- Skyscraper Racing / Vertical Running - corridas com mais de 45% de inclinação em escadas (indoor ou outdoor)

O Skyrunning se divide também em diferentes circuitos:
- World Series
- World Champs (final mundial)
- National Series
- Continental Champs

O Brasil não faz parte de nenhum deles e a América do Sul está fora até mesmo do Campeonato Continental (há apenas provas na América do Norte).

Mas por aqui as provas organizadas pela KTR (Campos, Serra Fina) e TRC (Maratona dos Perdidos - 44Km) são algumas que poderiam receber essas chancelas. Apesar de acontecer também na Serra Fina, a Half Mision Brasil tem largada e chegada no centro da cidade e percorre uma distância considerável de asfalto que a deixa de fora.

"A Maratona dos Perdidos e KTR Campos tem 44k e 3000+, sendo que a prova mais difícil do Brasil, em relação a inclinação/km, é a KTR Serra Fina 16k 1600+ e a de 26k 2600+", disse Fredy Guerra, proprietário da assessoria esportiva Tendência Outdoor. "Considero a KTR Serra Fina a mais bonita do Brasil e a mais desafiadora, pela inclinação e pelo terreno mais técnico de todas. Por outro lado, tem a temperatura agradável e pouca quilometragem", completou.

Por Redação
23 Fev 2016 | geral | Trail Running
publicidade
publicidade
Cadastro
Cadastre seu email e receba as noticias automaticamente no seu email diariamente