Desafio dos Sertões 2012

Por Walter Guerra - 13 Set 2012 - 07h53

Fazer etapas de corrida de aventura é definitivamente um grande desafio no cenário atual – escassez de patrocinadores, incerteza de participação de atletas, dificuldades de logística, dúvidas no tamanho do percurso... mas tudo isso é irrelevante quando somos referendado pelos elogios dos competidores, o que nos dá a certeza de termos feito um bom trabalho. Já havia tempo que não víamos na Bahia 33 equipes alinhadas na largada para tentar completar um dos desafios: 45 ou 140 Km.

Nesse desafio pude relembrar o recomeço da corrida de aventura na Bahia, com bicicletas de ferro, pneus não birrados, capacetes de "pedreiro", mochilas enormes e pesadas, mas acima de tudo muita alegria e grande expectativa pelo que viria. Foram 17 equipes novatas que esperamos dar continuidade a renovação que o nosso esporte tanto precisa.

Pra fugir um pouco do sol do sertão, fizemos uma largada noturna: uma bela festa e uma decisão acertada devido a grande adesão da população local na corrida de rua de 5 Km – além de inserir a comunidade no evento, pudemos ver a torcida e admiração pelos atletas da aventura que adentravam em seus caiaques para navegar e iluminar com suas lanternas o rio São Francisco .

Desafio dos Sertões 2012

Após um PC na Ilha de Nossa Senhora, uma dentre as dezenas que os atletas contemplaram rio abaixo, tivemos a surpresa de vermos os novatos da equipe "A Diretoria" faturando a "zona de sprint remo". Ainda na transição os atletas já se autodenominavam "Os Reis do Rio".

Mas a alegria duraria pouco, foi só pegar as bicicletas e a favorita Oskaba mostrou que não estava pra brincadeiras e finalizou os PC’s de Bike abrindo uma boa diferença para o segundo colocado.

A essa altura, o problema era a baixa temperatura que tanto castigou os atletas durante a madrugada, mas nada superado a encarar as estreitas e espinhosas trilhas da caatinga ainda durante a noite – e a navegação fez a diferença pra dupla dos Insanos e para o quarteto Aventureiro do Agreste, que acertaram fácil a navegação e assumiram a ponta da prova nessa perna de trekking.

O trekking continuaria por mais três serras e agora era o sol que causava problemas nas estratégias das equipes, desidratando, comprometendo rendimentos e fazendo mais um líder: a equipe Kaaporas de Feira de Santana. Durante toda a prova essa alternância de líderes foi uma constante, o que deixava em aberto e sem favoritos o novo "lampião" do sertão.

Tanto as equipes quanto o staff da prova sentiam o efeito do forte calor, e alguns PC’s tiveram que ser resgatados e substituídos: foi a hora das garotas da RedBull e da Gatorade deixarem a tenda e trocarem a entrega de bebidas geladinhas pela caneta e prancheta. Sobrou até para o Presidente da FBCA, Paulo Neves, que teve que subir a serra e aguardar os participantes no PC. Isso tudo com caixas térmicas – Valeu Presidente!!!

Após um longo pedal e mais uma subidinha na Serra do Capim foi possível verificar o equilíbrio da prova com todos os que ainda restavam na prova presentes no PC 13: Insanos, as duplas da R2 Companheiros, Caatinga Trekkers I e II, Ospato e Pelaskdo.

De volta a bike os Insanos dupla e quarteto assumiram a ponta até o final da prova, que foi concluída com mais uma perna de remo, no entanto uma penalização em tempo (3h 50’ - o dobro do pior tempo no trecho entre o PC 13 e 15) fez com que caíssem para os últimos lugares dentre os que completaram a prova, abrindo lugar para a vitória da Caatinga Trekkers nos quartetos e R2/Companheiros nas duplas. Uma prova com sete líderes diferente e muita emoção.

Enquanto isso, alheio aos maiores perrengues da prova a turma dos 45 Km iam, uma a uma, completando a prova com uma alegria que não via há muito tempo – gritando, abraçando outras equipes, fazendo uma merecida festa na linha de chegada – o prazer de completar a primeira corrida de aventura é algo indiscritível! Pude observar que os melhores valores da corrida de aventura tem sido renegado a segundo plano, se perdendo com competividade exacerbada, e abalando antigos laços de amizade. Essa galera de novatos mostrou que é possível retomar o caminho.

Um muito obrigado a cada um que fez parte deste Desafio: staff, atletas, patrocinadores, imprensa, família e comunidade do entorno da prova. Aguardamos vocês em 2013!!!

O Rio São Francisco não divide seus Estados, ele une seu povo.

Classificação Final
Quartetos 140 Km
1 – Caatinga Trekkers I – 26h 11 min
2 – Caatinga Trekkers II – 26 h 20 min
3 – Aventureiros do Agreste – 28 h 19 min
4 – Insanos Millennium Adventure – 25h 05min + 3h 50 min de penalização
5 – Ospato – 30h 22 min

Dupla 140 Km
1 – R2 Companheiro – 27h 27 min
2 – R2 Bravo – 27h 27 min
3 – Oskaba II – 28h 26 min
4 – Insanos II – 25h 28 min + 3h 50 min de penalização
5 – Pelaskdo Aventuras – 35 h 30 min

Dupla 45 Km
1 – Jacaré Team JJ – 7h 31 min
2 – Insanos Cavalo do Sertão – 8h 12 min
3 – Mandacaru Maluco – 9h 7 min
4 – Pelaskdo Arca Sport – 9h 15 min
5 – Crescente – 9h 36 min
6 – A Diretoria – 9h 36 min
7 – Baião de Dois – 10h 19 min
8 – Carranca Mult Sport – 10h 28 min
9 – Toniko – 10h 36 min
10 – Pelaskdo II – 11h 07 min
11 – Atrasados – 11h 07 min

Dupla Mista 45 Km
1 – Thunder Adventure – 10h 36 min
2 – ENAC – 12h 55 min

Não Completaram
Kaaporas
Oskaba
Algaroba X-Trail
Aventureiros do Sertão
Qualidade de Vida
Maré Alta Petroeng
Maxx Seguros
Ferbasa
CIMPOR
Esmeralda

Zona de Sprint Trekking
1 – Mandacaru Maluco – 28 min
2 – Pelaskdo Aventuras – 30 min
3 – Jacaré Team JJ – 30 min

Zona de Sprint Remo
1 – Crescente – 56 min
2 – Pelaskdo Aventuras – 57 min
3 – Insanos Cavalo do Sertão – 57 min

Zona de Sprint Bike
1 – Pelaskdo – 1h 02 min
2 – Oskaba – 1h 02 min
3 – Ospato – 1h 15 min

Walter Guerra
Por Walter Guerra
13 Set 2012 - 07h53 | nordeste |
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
Cadastro
Cadastre seu email e receba as noticias automaticamente no seu email diariamente