Corredor de provas de montanha é bicampeão do Desafio Braves

Por Redação - 13 Abr 2015 - 10h45
Corrida de Obstaculos

O percurso foi menor, os obstáculos, dificultados, e ainda assim o campeão do primeiro Desafio Braves foi o mais rápido na segunda edição da prova, realizada neste domingo (12/4), em São José dos Pinhais. Mesmo tendo de enfrentar mais lama, água e gelo, subir redes de cordas, um tobogã de 45 metros de extensão, e até saltar sobre as brasas, o especialista em corridas de montanha Leonardo Meira foi o mais rápido a cumprir os 5 km, com o tempo de 43min25s e foi o campeão.

Segunda edição do Braves Race

Completaram o pódio da categoria masculino Vinícius Oleskovicz, segundo colocado (48min56s), e Fernando Bamberg, terceiro colocado (49min16s). No feminino, a vencedora foi a estreante Gisele Vitor Moreira, 26 anos, com o tempo de 1h18min49s; a vice-campeã foi Emanuela Abujamra (1h22min30), seguida de Rafaela Molinari Trica (1h22min45s), terceira colocada.

Esta segunda edição do Desafio Braves, a corrida de obstáculos na lama teve 1,5 mil competidores, vindos de 5 estados e que tiveram de encarar obstáculos como saltar um braseiro, uma piscina gelada com 8 toneladas de gelo, atravessar um lago sobre blocos de isopor, rastejar sob o arame farpado, subir rampas, arrastar blocos de cimento, saltar em um lago e nadar e até fazer a corrida do saco nas provas que iniciaram às 9h30 e seguiram pela tarde, em seis largada.

"Sempre é difícil. Tem obstáculos que, sozinhos, acho que 40% dos participantes não conseguem passar. Soube que o percurso desta vez seria menor [de 7km para 5 km], mas sofri igual, até mais. Muitos treinam e têm técnicas para os obstáculos. No meu caso, não tenho treinamento específico para isso, mas acho que o mais importante é ter a resistência", conta Leonardo Meira.

Já Gisele Moreira contou com a colaboração dos colegas para ser a vencedora no feminino individual. "Sofri muito nas provas com água, porque sempre me preocupa a profundidade. Mas meus treinadores também estavam no Desafio e me ajudaram a superar muitos obstáculos", diz.

A colaboração entre os participantes, dando uma mãozinha, um empurrão ou uma puxada para subir ou descer os obstáculos é incentivada nas corridas de obstáculo, visando a maior integração dos competidores e colocando em primeiro lugar a superação dos limites de cada um.

"O Desafio Braves é uma prova em que nenhum obstáculo pode ser subestimado. O Monkey Bar é sempre um temor, mas este ano, muitos ficaram em uma das rampas de madeira, que parecia ser fácil", conta Fernando Bamberg. "Esse tipo de prova é muito divertida e atrai tanta gente porque combina a superação pessoal com um belo ambiente ao ar livre", seguiu o terceiro colocado. A prova também foi disputada nas categorias dupla masculina, feminina e mista, e em trios.

O Desafio Braves terá mais duas edições em 2015, uma em agosto e a última, em novembro. As medalhas de participação de cada etapa são peças que se encaixam e os competidores que estiverem nas três provas deste ano vão transformar suas medalhas em uma peça de lembrança, com o logotipo do Desafio.

 

Serviço
Desafio Braves 2015
12.04.2015
São José dos Pinhais (PR)
www.desafiobraves.com.br
Redação
Por Redação
13 Abr 2015 - 10h45 | sul | Corrida de Obstaculos
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
Cadastro
Cadastre seu email e receba as noticias automaticamente no seu email diariamente