Confira como foi a etapa do Bituin em Rio do Oeste

Por Redação - 19 Jul 2017 - 13h49
Corrida de Aventura

A 4ª etapa do Campeonato Catarinense de Corridas de Aventura aconteceu na cidade de Rio do Oeste – SC, nos dias 15 e 16 de julho, tendo os atletas da Expedição percorrido 90km e da Aventura 45km. A competição ocorreu junto com a Festa Estadual da Polenta, tendo apoio da Prefeitura de Rio do Oeste e organizada pelo Bituin / EXPAVE. Ambas categorias foram muito disputadas até o final.

Categoria Aventura (45km):

A prova da aventura iniciou as 7:20h da manhã de domingo, com os atletas enfrentando aquele friozinho matinal em 5,5km remando de duck, tendo a dupla Dale Dale (Blumenau-SC) feito a melhor remada com 45min, seguida pela primeira dupla mista Nossa Vida (Gaspar-SC) com 46min.

bituin_2017_IMG_4015

Em seguida rumaram para um trekking de 9,5km, onde passaram pela Gruta do Tigre, uma ampla caverna em arenito, seguindo acompanhando uma bela escarpa pela parte baixa e passando por debaixo de duas quedas de água, até encontrar uma subida bastante técnica (uma verdadeira escalaminhada) até uma região de mata densa, alternando com plantações e estradas de roça, até subir o morro do Morumby, um pequeno pico com outra “escalaminhada” e uma capela em cima. Este trekking foi o ponto de navegação mais difícil, sendo que as equipes mais rápidas no trecho foram Iluminati (Blumenau-SC) (Masculina com 1:25h), e Meus dias Run (Brusque-SC) (Mista com 1:09h). As posições após o trekking ficaram: Duplas Masculinas: 1º Iluminati, seguida por Thug Life (Brusque-SC) e Perdidos (Ibirama-SC). A Dale Dale que estava em primeiro no remo cai para a 6ª posição... Duplas Mistas: Meus Dias Run em primeiro, seguida por Pit Bull (Rio do Sul/Lontras-SC), Nossa Vida e Nossa Vida Lulis em Ação (Gaspar-SC).

Após o trekking veio mais uma remada de quase 5km, onde nas duplas mistas não houve alternância de posições. Nas duplas masculinas os 3 primeiros não se alternaram, enquanto a Dale Dale rema forte e recupera 2 posições, terminando o trecho em 4º.

Veio então a última perna de prova, um Mountain bike que iria subir a Serra do Amuado, passando por mais uma capela em um pico de montanha, terminado a subida no PC11. Neste trecho as equipes navegaram bem, e quem conseguiu subir mais forte levou a melhor. A Dale Dale subiu em apenas 47min, fazendo o melhor tempo do trecho (inclusive se contar os tempos da categoria expedição), assumindo a 1º colocação, com Thug Life em 2º apenas um minuto atrás, e Iluminati em 3º. Nas mistas Pit Bull sobe forte a assume a 1ª posição, e Nossa Vida acaba ultrapassando Meus Dias Run, ficando nas 2ª e 3ª posições respectivamente.

Após o PC11 um bom downhill e mais alguns km de pedal para a chegada. Nas duplas mistas as posições acabaram se consolidando, mantendo-se até a chegada. Já nas masculinas, Thug Life (Brusque-SC) ultrapassa Dale Dale (Blumenau-SC), ganhando por apenas 1 minuto de diferença! Já a terceira posição ficou com a dupla Perdidos (Ibirama-SC), que ganhou uma posição em cima da Iluminati (Blumenau-SC), que ficou em 4º. A equipe local FISIOESAUDE/AGRITER, estrearam na corrida de aventura com um sétimo lugar. Queremos ver vocês nas próximas etapas!

Vale ressaltar o alto nível de disputa, principalmente nas duplas mistas, onde as 3 primeiras tiveram o tempo mais rápido que a primeira dupla masculina. Parabéns pra mulherada!!! Na corrida de aventura não tem esse negócio de sexo frágil!

Categoria Expedição:

A expedição largou as 4:20h da tarde de sábado. Primeiramente um trekking de 9km partindo da igreja matriz de Rio do Oeste, cruzando estradas de terra, pastos, trilhas e reflorestamentos, onde também havia um ponto facultativo fora de trilha, em meio a eucaliptos, onde quem encontrasse levaria 30min de bonificação. Encontrando direto levaria menos de 10min, levando mais de 20min de vantagem. Apenas 2 equipes acabaram não pegando esta bonificação. Nos quartetos Chivunk (Florianópolis-SC), Koru AMS (Porto Alegre-RS) e Krakatoa (São Leopoldo-RS) saíram nas 3 primeiras posições, apenas com 7min de diferença, seguidos por Nossa Vida (Gaspar-SC) e Adsumus (Itajaí-SC) apenas 4 min atrás, e em seguida Os Pamonhas (Curitiba-PR) mais 6 min depois, todas com bonificação. Já nas duplas Correria (Getúlio Vargas-RS) sai em 1º, com Eco Race (Brusque-SC) em 2º (3min), e Nossa Vida em 3º, seguidos de perto por Bombeiros em Ação (Presidente Getúlio-SC) e Santa Rita (Paranaguá-PR).

Começa então a primeira remada, com 12,5km. Koru AMS assume a liderança, só 1 min a frente da Chivunk. Nos quartetos Nossa Vida em 3º diminui um pouco a diferença, ficando a 6 min do 2º, com Krakatoa em 4º mais 5 min depois. Nas duplas Correria, Eco Race e Nossa Vida mantém as posições, enquanto Santa Rita passa para 3º com os Bombeiros em 4º.

Partem então para um segundo trekking de 9,5km, onde passaram pela Gruta do Tigre, uma ampla caverna em arenito, seguindo acompanhando uma bela escarpa pela parte baixa e passando por debaixo de duas quedas de água, até encontrarem uma subida bastante técnica (uma verdadeira escalaminhada) até uma região de mata densa, alternando com plantações e estradas de roça, até subir o morro do Morumby, um pequeno pico com outra “escalaminhada” e uma capela em cima. Neste trekking os pontos eram prismas com picotadores, e a dupla Koru AMS optou em fazer a rota ao contrário, encontrando dificuldades para achar o PC6 da figueira, e ficando umas boas horas perdida na mata... Já era noite e a escuridão dificultou esta parte. O quarteto Nossa Vida fez o melhor tempo, mantendo-se em 3º mas aproximando-se dos 2 primeiros, que eram Chivunk e Koru, que chegaram no mesmo minuto na AT. Krakatoa seguia em 4º, apenas 3 min atrás do 3º.

Inicia-se então a 2ª remada, esta mais curta, com apenas 7,5km. Nos quartetos Koru AMS assume a liderança com uma vantagem de apenas 2 min sobre a Chivunk, e Nossa Vida e Krakatoa mantém suas posições. Nas duplas as posições ficam as mesmas.

Nossa Vida faz então uma transição mais rápida, plotando rapidamente as coordenadas da bike e já saindo para a última bike de 54km no encalço da Koru AMS e Chivunk, com Krakatoa em 4º 11min depois. Acontece que Nossa Vida, apesar de ter ganho posições até o PC12 Virtual, plotou o PC13 errado, tendo que percorrer uma rota maior na correção do percurso, e na subida viu que estava novamente em 4º, e desta vez cerca de meia hora atrás do primeiro. No PC 13 as posições mantiveram-se, inclusive nas Duplas (Correria, Nossa Vida e Santa Rita), desta vez com Tamu Junto (Florianópolis-SC) assumindo a 4ª posição (1ª dupla mista).

Do PC13 ao 16, havia um bom downhill em direção do PC14, e depois uma subida de serra até o PC15, devidamente escondido fora da estrada em uma trilha de reflorestamento. Nos quartetos Koru AMS e Chivunk tiveram maiores dificuldades no trecho levando perto de 3 horas para chegar do PC13 ao PC16. Isso custou para a Chivunk cair para a 3ª posição e Koru para 4º. Enquanto isso Krakatoa e Nossa Vida acertaram os PC´s de primeira, pulando para as 1ª e 2ª colocações respectivamente, sendo que a Nossa Vida tirou parte da diferença e já encontrava-se a apenas 10min do primeiro colocado novamente, fazendo uma prova de recuperação. Nas duplas Nossa Vida chega no PC16 já em primeiro, mais e uma hora na frente do segundo (Correria), com Santa Rita em 3º e Tamu Junto e Eco Race assinando a planilha no mesmo minuto na 4ª posição.

A partir daí começou a se formar uma forte serração, dificultando bastante a navegação e diminuindo o ritmo de prova, em meio a um emaranhado de estradas de interior... Neste trecho o quarteto Nossa Vida (Gaspar-SC) consegue ultrapassar o Krakatoa (São Leopoldo-RS), ganhando a prova com 18min de vantagem sobre o segundo em 8h e 25 min de prova. Chivunk (Florianópolis-SC) consegue manter-se em 3º, chegando com 9h e 41 min de prova, seguida pela Koru AMS (Porto Alegre-RS) apenas 6 minutos depois. Já nas duplas as 3 primeiras colocações mantiveram-se, com Nossa Vida (Gaspar-SC) em 1º, Correria (Getúlio Vargas –RS) em 2º e Santa Rita (Paranaguá-PR) em 3º. Tamu Junto (Florianópolis-SC) termina em 4º nas duplas, porém como primeira dupla mista.

Parabéns a todos os atletas! O nível da CA aumentou muito, está bonito de ver as disputas! Que venha a grande final do Catarinense, este ano com a Expedição Xokleng, de onde sairão os classificados pro Campeonato Brasileiro, que por sinal este ano será em SC (Bituin Brasil!!). Nos vemos de volta na final, na região do Alto Vale do Itajaí!

Serviço
Bituin 2017
15.07.2017
Redação
Por Redação
19 Jul 2017 - 13h49 | geral | Corrida de Aventura
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
Cadastro
Cadastre seu email e receba as noticias automaticamente no seu email diariamente