XK Traverse encerrou temporada 2013 na Cordilheira de los Andes - Las Leñas

Por Redação - 01 Dez 2013 - 11h36

Durante os dias 23, 24 e 25 de novembro aconteceu edição 2013 da XK Traverse. O lugar escolhido nesta ocasião foi a Cordilheira dos Andes, mais precisamente no departamento de Malargue, Valle de Los Molles e Las Leñas.

A prova teve percurso de 350 quilômetros, divididos em 220 quilômetros de mountain bike, 100 quilômetros de trekking e 30 quilômetros de canoagem. A participação de 100 atletas, divididos em 30 equipes, teve a representação de diferentes provincias da Argentina e do Uruguai, Chile e Brasil.

A organização esperava que essa Traverse seria um batalha épica entre equipes com muita experiência e que haviam se preparado muito bem para conquistar o primeiro lugar.

Por um lado estavam equipes como Brou Aventura (Brasil), El Ejercito de Chile Cochrane e Sirius (Uruguai) com experiência em corridas de expedição internacionais e por outro, equipes locais com Alcance Leones de Córdoba, Air Fitnnes Balcarce e Terra Neuquén que haviam ganhado etapas anteriores do circuito XK Race, mantendo uma equipe consolidada e regular em cada disciplina.

A eles se somam os sanjuaninos, sempre presentes, muito fortes na mountain bike e com numerosos pódios nos ultimos anos.

Seção A - Valle de Las Leñas/Laguna Escondida/Los Molles
Distância: 100km /65km de MTB - 25km de Trek - 30km de kayak
Altitude Max: 3600msnm

A mesma consistia de uma exigente subida de 20 quilômetros desde a base do centro de esqui Las Lenas até a Laguna escondida, onde os atletas deixaram as bicicletas para fazer um trekking por glaciares, a área de cume do centro de esqui e Laguna Escondida.

Logo se iniciava um downhill rumo a Los Molles, passando pelo Pozo de Las Ánimas. As equipes de San Juan Aventura 1 e Sol Team Sportotal dominaram essa seção, que aconteceu muito rápido devido à estratégia de chegar durante o dia na canoagem. Havia um dark zone a partir das 18h00.

Justamente a canoagem em águas brancas era uma das disciplinas chave devido à tecnica que os atletas deveriam ter sobre um rio muito caudaloso, produto do degelo e do forte vento tipico da cordilheira, que soprou na região.

A canoagem teve momentos vibrando e de pura adrenalina, com muitas equipes virando e quase ser obrigada a sair da prova, entre ele a San Juan Aventura 1 e 2, Sirius, Balcarce Air Fitness e Team San Juan.

A Ejercito de Chile Cochrane fez a melhor parcial dessa seção e demonstrando que sua experiência e força pouco a pouco a posicionava entre os favoritos. A Alcance Leones e Terra Team fizeram a estratégia de não fazer a canoagem, apesar de terem horas de luz, e aproveitar o dia na longa mountain bike que exigia muita navegação.

As equipes Mapuche BTT, SLX Team e Siriu acabaram por desistir por cansaço.

SEÇÃO B – Laguna Blanca / Valle del Atuel / Puesto Pavéz / Cerro Mal Barco
Distancia: 220km / 180km de mtb - 40km de trekking
Altitude máx.: 3400msnm

Esta foi a seção mais longa e na qual seguir durante grande parte da noite ia ser determinante na classificação e estratégia.

A equipe Alcance Leones ao pular a seção de canoagem, fez a melhor parcial e terminou o trecho de mountain bike em 7 horas, mas subiram ao Puesto Pavez às 22h00 com muito cansaço e sabendo que o exigente trekking que a esperava teriam que disputar em grande parte da noite e portante, pouca visibilidade e maiores dificuldades de navegação.

Além da noite, a região de Laguna Blanca é bastante rodeada de caminhos petroleiros e trilhas, o que desorienta muita equipes, com exceção da chilena que manteve um ritmo regular e chega inteira no posto Pavez, onde aproveitam muito bem para descansar e se alimentar.

Como em muitas corridas de expedição, o filtro das equipes acontece nos trekking noturnos e sua navegação exigente.

Na mountain bike os líderes eram perseguidos pela Terra Nqn, pelos San Juaninos, Brou Aventura e Balcarce Air Fitness, todos separados por algumas horas, quando a previsão do trekking seguinte ultrapassava as 14 horas. E chegar no cume de Mal Barco e a crista que o unia com o Coqui não era nada simples noa mapa e no terreno.

Mas foi justamente nesse ponto que os chilenos da Ejercito Cochrane fez uma ótima navegação, subiram forte até o cume do Mal Barco e, ajudados pela luz do dia, completaram em 12 horas um trekking em que a maioria demorou 15 horas e não apenas ganharam a seção B como iniciaram o trecho final com muita vantagem.

Nesta seção as equipes Dinamita Mahuida e CNF Chao Tandil abandonaram a prova por baixa de um dos integrantes. Destaque para o esforço da Team Los Exigidos que tiveram uma corrente quebrada e sem conseguir consertá-la fizeram um reboque de mais de 50 quilômetros, trabalhando em equipe para chegar ao PC Camp e ter o gesto solidário de Juampi Romero (equipe Mahuida), que emprestou sua bicicleta para que pudessem chegar ao final.

 

SEÇÃO C – Los Molles
Distancia: 20km de trekking
Altitude máx.: 2400msnm

Por meia hora a equipe Alcance Leones, de Córdoba, não conseguiu passar pelo dark zone em Los Molles e tiveram que esperar até o dia seguinte. Depois de fazer uma bela corrida que tanto estudaram e cuidaram para que completassem com a canoagem final, restou apenas a esperança que outras equipes se saíssem mal no trekking para que continuassem na disputa.

O último trekking da corrida tinha como previsão uma tormenta que continuaria até o amanhecer e apesar do tempo muito bom que os cordobenses fizeram e a grande demora do chilenos, a Ejercito de Chile venceu a XK Traverse em 44h30, abrindo mais de uma hora sobre seus concorrentes san juaninos da Sol Team Sportotal e Aventura San Juan 1.

E com muito mérito os brasileiros da Brou Aventura Kailash venceu na categoria principal, Elite Mista.

Essas três seções fecharam mais uma temporada da XK Traverse, em um excelente lugar como o vale de Las Leñas que nos permite viver uma verdadeira corrida em alta montanha em lugares praticamente virgens, conhecidos apenas pelo locais e que nos brindam com cenário único com neve para o trekking e mountain bike e uma canoagem em águas brancas pouco comum na Argentina.

Elite Misto
1
- Brou Aventuras Brasil
José Neto / Thiagó Elías / Alexander Teles / Mariana Pontes
2- Terra Neuquén
Yanet Guzman / Gustavo corral / Cristan Pérez
3- Team San Juan
Mauricio Valerio / Fernando Ramella / Eliana García

Elite Masculina
1- Ejercito de Chile Cochrane
Claudio Rey / Luis Martínez
2- Del Sol Team – Sportotal San Juan
Lucas Vallejo / Jorge Luis Sanchez
3- San Juan Aventura 1
Jorge Ruiz / Martín Ossores / Federico de La Torre / Lucas Masman

Desafio Pro Misto
1 - Chasquis del Aconquija
Arturo Lazarte, Claudia Autino (Tucumán)
2- Team Mendoza Aventura
Javier Piva / Claudia Castellani
3- Alquimistas Mix La Plata
Juan Vesprini / Martín Sangiácomo / María Bongiorno / Gastón Agnone

Desafio Pro Masculino
1- San Juan Aventura 2
Fernando Canovas/ Juan Manuel Lopez/ Sebastían Ibazeta / Martín Sanchez
2-Remanso Valerio S/C Rosario

Gonzalo Beristain / Adrian Ghione
3- Los Exigidos, el tedigo y el agregado
Hugo Aguilar/ Rodolfo Gudiño / Eduardo Valverde / Javier Sánchez

Mais informações: www.xktraverse.com.ar
Mais informações: www.xkrace.com.ar

Serviço
XK Traverse 2013
23.11.2013
Redação
Por Redação
01 Dez 2013 - 11h36 | geral |
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
Cadastro
Cadastre seu email e receba as noticias automaticamente no seu email diariamente