Nova categoria Solo no El Cruce Columbia 2013

Por Redação - 11 Jan 2013 - 11h03

Falta menos de um mês para a 11ª edição do El Cruce Columbia, uma das maiores corridas de montanha da América do Sul e que une simbolicamente a Argentina e o Chile. Nesta edição, os imponentes vulcões Villarrica, Quetrupillán e Lanin farão parte do percurso.

Mais de 2.500 competidores vindos de 30 países estarão presentes enfrentando o caminhos vulcânicos e de montanha, o clima de constante variação da Patagônia e as adversidades do percurso. O objetivo será atravessar a pé a Cordilheira dos Andes através do Paso Mamuil Malal, por cerca de 100 quilômetros divididos em 3 etapas.

El Cruce Columbia

Devido à grande demanda, este ano El Cruce Columbia terá como novidade a categoria Individual, com o mesmo percurso, acampamentos e distâncias das Duplas. A diferença será que os atletas solo largarão 24 horas depois das equipes. Dentre os inscritos nesta nova categoria está François D'Haene, vencedor do último Ultra-Trail du Mont-Blanc (UTBM) e também o espanhol Iker Karrera, vencedor da Transalpine Run 2012. Dentre as mulheres, presença da espanhola Emma Roca, 3ª colocada no UTMB 2012 e conhecida corredora de aventura.

A base de recepção dos participantes será em Junin de los Andes, em Neuquén, Argentina. Dali os participantes serão transportados até Pucón, no Chile, para assistar ao briefing técnico com o diretor Sebastián Tagle.

A partir da base do vulcao Villarica, localizada a 1.400msnm, as equipes enfrentarão a primeira etapa do El Cruce Columbia. Depois de 31,5 quilômetros e desnivel acumulado de 840msnm, os participantes chegarão no primeiro acampamento, montado às margens do lago Pellaifas, onde estarão montadas mais de 1.500 barracas especialmente desenhadas para esta prova.

O segundo dia passará por um caminho único e fechado para o turismo tradicional. Esta será a etapa mais longa e terá cerca de 42,4 quilômetros, subindo até 1.687 msnm pelas encostas do vulcão chileno Quetrupillán, um gigante adormecido cuja cratera está obstruída por um glaciar milenar. A chegada será na localidade de Puesco.

O terceiro e último dia avançará pelo Paso Mamuil Malal até a base do vulcão Lanin, a 1.220 msnm, passará por lagos e rios cristalinos e terminará depois de 28,2 quilômetros.

Mais informações: www.elcrucecolumbia.com

 

Redação
Por Redação
11 Jan 2013 - 11h03 | geral |
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
Cadastro
Cadastre seu email e receba as noticias automaticamente no seu email diariamente