Corrida de Aventura

Haka Expedition: uma prova de 120km com cara de 150km

Por Redação
Publicado 29 setembro 2016 - 08:03

Uma prova de 120 quilômetros com cara de 150 quilômetros. Assim o organizador do Haka Race, Leonardo Barbosa, definiu o Haka Expedition, prova realizada no último final de semana (24 e 25 de setembro) em São Francisco Xavier, distrito de São José dos Campos. "Mesmo diante das enormes dificuldades, poucas equipes foram cortadas", destacou Barbosa. "Os atletas foram heroicos".

Com uma temperatura que, durante a noite, atingiu pouco mais de 4 graus e as intermináveis subidas da Serra da Mantiqueira (a altimetria total foi de 6,3 mil metros), a prova levou ao limite a resistência de muitas equipes, que chegaram a completar o percurso em até 24 horas – o tempo médio foi de 18 horas.

As 42 equipes (entre quartetos, duplas e solo) largaram pontualmente às 10h na praça central de São Francisco Xavier para cumprir um trecho rápido de trekking (o tempo fechado ajudou o desempenho dos atletas) e, na sequência, 23 quilômetros de canoagem. Finalizada a modalidade, teve início a passagem mais temida da etapa: os 75 quilômetros de bike (quase tudo em subida) em direção ao distrito de Monte Verde, num trecho exigente tanto fisicamente – atingindo uma altitude de 2,3 mil metros - quanto sob o aspecto de orientação. Em seguida, vieram um rapel (na Pedra Partida, em Monte Verde) e, no final, um downhill terminando novamente na praça central de Monte Verde.

Maurício Morcelli, da equipe Saci-Aksa, campeã na categoria Quarteto Misto, descreveu a altimetria da corrida como 'algo insano'.

"A prova já prometia ser difícil por conta das conhecidas dificuldades da Serra da Mantiqueira. Mas os mais de 6 mil metros de altimetria acumulada foram surpreendentes, mesmo para atletas mais experientes, nos obrigando a empurrar as bikes em diversos trechos. Para testar ainda mais nossa resistência e aumentar o perrengue, durante a madrugada, quando as equipes já estão bastante cansadas, a temperatura caiu absurdamente, atingindo os 4 graus". A opinião geral entre os que participaram, segundo Morcelli, é que a prova foi muito exigente, pela combinação altitude mais frio.

O atleta destacou a importância do trabalho em equipe na Saci-Aksa. Além de Morcelli, integraram o quarteto os atletas Felipe Neves e José Fernando Paiva (navegadores) e Cristiane Zambolim, que, após dois anos parada por conta de uma gravidez, retornava às corridas de aventura. "Sua resistência foi o ponto determinante para nossa vitória", afirmou.

Prova no Uruguai - Numa parceria inédita do Haka Race, a Saci-Aksa recebeu como prêmio pela vitória uma inscrição para participar da Expedición Cimarrones, na região de Lavalleja, Uruguai.

Resultados
Quarteto Misto

1. Saci Aksa
2. Competition / Authentic Pilates
3. AKSA Sports

Dupla Masculina
1. D-Run Corrida de Aventura
2. Natureza Power
3. Nengai Pilates II

Dupla Mista
1. Curtlo Lobo Guará
2. Matadentro - Self Academia
3. Advogado Aventureiro

Solo
1. Anderson Ribeiro
2. Ricardo Yukio Iamaguchi
3. Fábio Barbin

24.09.2016 - Haka Expedition 2016 - 2ª etapa
São Francisco Xavier (SP) - www.hakarace.com
Por Redação
29 setembro 2016 - 08:03 | sudeste | Corrida de Aventura
Cadastro
Cadastre seu email e receba as noticias automaticamente no seu email diariamente