Corrida de Aventura - a visão de uma aspirante

Por Gisele Maciel - 12 Mar 2015 - 08h03
Corrida de Aventura

Se você é fã da prática esportiva em um contexto de natureza, com liberação de adrenalina em doses cavalares na corrente sanguínea, assistir a uma corrida de aventura é, no mínimo, obrigatório (com chance real de querer muito participar um dia).

Nesse fim de semana, em Socorro, SP, tive a oportunidade de assistir a um evento muito bacana: 1ª Etapa do Haka Race Corrida de Aventura de 2015 e ver, de perto, com muita alegria, esse esporte em que a palavra de ordem é emoção.

Fui timidamente, com intenção de prestigiar meu atleta favorito: meu namorado. Ao final, voltei para casa com uma vontade enorme de treinar, para, quem sabe um dia, fazer parte, amadoramente que seja, desse mundo fantástico que é o da Corrida de Aventura.

Não vou conseguir elencar tudo o que me deixou essa vontade, esse desejo por esse esporte, mas vou tentar resumir em 3 tópicos:

Gisele Maciel acompanhou seu namorado no Haka Race Socorro 2015

1. Percebi uma relação de muita proximidade entre o esportista e a natureza, uma vez que o campo, a mata, a montanha, o rio compõem o cenário da prova. E a prática esportiva na natureza leva os atletas a se preocuparem mais ainda com a preservação da fauna, da flora, a buscarem uma aproximação maior com o meio ambiente e com as pessoas, criando novos vínculos sociais, desenvolvendo aptidões, sensações e emoções.

2. É um esporte que oferece mais riscos do que os esportes afins, e talvez isso o torne mais desafiador e excitante, já que exige maior desempenho físico e controle emocional dos praticantes.

3. Os atletas parecem ter perfil psicológico semelhante: são pessoas preocupadas com qualidade de vida, melhoria da capacidade física, superação dos próprios limites, e, pasmem: solidariedade. Sim, os corredores de aventura são solidários uns com os outros. Entendem a competição como um espaço de convivência harmônica, em que a distância entre as pessoas é irrisória, como possibilidade de estabelecimento de novas relações de amizade, bem como estreitamento das relações interpessoais pré-existentes, a partir das necessidades de parceria e cumplicidade para realização da prova. Isso contradiz a palavra de ordem no mundo esportivo contemporâneo em que o distanciamento e a competitividade falam mais alto que qualquer afeto.

Enfim, as emoções que presenciei nessa viagem, assistindo a essa prova, me deram uma certeza: a Corrida de Aventura é um esporte que é praticado por quem valoriza as relações de amizade, o bom convívio com a natureza, a solidariedade, vislumbra sempre novos horizontes, sensações, sonhos, desafios, enfim, por quem não tem medo e gosta de viver intensamente.

 

Serviço
Haka Race 2015 - 1ª etapa
07.03.2015
Socorro (SP)
www.hakarace.com
Gisele Maciel
Por Gisele Maciel
12 Mar 2015 - 08h03 | sudeste | Corrida de Aventura
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
Cadastro
Cadastre seu email e receba as noticias automaticamente no seu email diariamente