Ciclistas do Brasil Ride Warm up dominam Pólo Cuesta

Por Redação - 04 Jun 2013 - 05h34

"Já esperava uma prova muito dura pela distância e trajeto com muita subida e depois que começou a chover, vi que era importante usar a experência de sempre me manter a frente. As trilhas eram bem técnicas, decidi apertar o passo e ainda fui seguido por outros atletas, mas no final percebi que vinha sozinho e consegui conquistar esta grande vitória", comenta Hugo Prado Neto (Focus/OCE), que completou com o tempo de 4 horas, 27 minutos e 17 segundos, seguido por Rafael Mesquita "Catalão", que percorreu os últimos 7 km do percurso a pé após quebrar a corrente. Em terceiro lugar, João Paulo Firmino, seguido por Abraão Azevedo e Reinoldo Pereira da Costa, completando o pódio.

Alexandre Cappi
© Alexandre Cappi

O "aquecimento" da Brasil Ride estreiou sob fortes emoções: primeiro, a tempestade, além das trilhas, paisagens exuberantes e a presença de participantes de diversos Estados Brasileiro, que desafiaram os percursos de mountain bike maratona (XCM) com 54 e 100 quilômetros na região do Pólo Cuesta, formada por cidades como Botucatu e Pardinho/SP. "Cuesta" é uma palavra de origem Mexicana que significa "degrau", uma característica do relevo escarpado, formando uma espécie de degraus "paredões" na geografia, que eleva-se a mil metros de altura.

"Este percurso é a cara do Mario Roma", diz Daniela Genovesi (RC Bikes), campeã do circuito mundial de ultramaratona de ciclismo e campeã da Brasil Ride 2012. "Foi uma vitória muito especial para mim, pois estava desde março sem pedalar uma mountain bike, pois estava me preparando para uma etapa de ultraciclismo na Itália, estava um pouco insegura, mas felizmente deu tudo certo", diz a campeã. Sabrina Gobbo (RC Bikes) fez a dobradinha da equipe no pódio, seguida por Margarida da Costa, Cristiane Castro e Laura Dias, nas primeiras cinco colocações, respectivamente.

Neste cenário natural propicio para a prática do mountain bike, o pelotão da Brasil Ride Warm Up dominou as montanhas, enquanto isso, a base do evento foi instalada em frente a Catedral de Botucatu, com destaque para sua arquitetura neogótica. O ambiente inusitado da invasão das bicicletas serviu de convite para atrair o interesse do público e autoridades.

Destaque para os atletas "amadores", como o estreante Geraldo Piquet (piloto de Formula Truck), que realizaram a etapa do "desafio contra você mesmo" – slogan da Brasil Ride Warm Up – devido as dificuldades do percurso após uma forte chuva que assolou toda região logo depois da primeira largada da competição.

"Realmente eles são uns guerreiros, pois a prova de hoje com as condições de chuva, não bastava a gente apenas cuidar a gente, tivemos que tomar cuidado com a bicicleta, para não rasgar um pneu, passar a marcha certa, é cuidar de si e do seu equipamento, pois se a bicicleta não chega, você também não", diz a campeã Dani Genovesi que completou os 100 quilômetros em 5 horas, 42 minutos e 34 segundos.

Redação
Por Redação
04 Jun 2013 - 05h34 | sudeste |
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
Cadastro
Cadastre seu email e receba as noticias automaticamente no seu email diariamente