Expedição Estrada Real foi exigente ao máximo

Por Redação - 08 Ago 2011 - 23h29

Navegação exigente e força fisica. Esses foram os dois principais ingredientes da Expedição Estrada Real de Corrida de Aventura, realizada neste final de semana em Conselheiro Lafaiete (MG). A corrida teve percurso de aproximadamente 150 quilômetros nas modalidades de orientação, trekking, mountain biking, canoagem e técnicas verticais.

Em paralelo aconteceu também a Expedição Militar de Aventura, com percurso menor mas não menos desafiador, que contou com modalidades complementares como arremesso de granada e tiro de fuzil.

As atividades começaram na noite de sexta feira com a cerimônia de comemoração dos 60 anos do Tiro de Guerra de Conselheiro Lafaiete. A simulação de guerra mostrando os horrores de combate foi o ponto alto do evento.

Na manhã de sábado a concentração aconteceu no Hotel Fazenda da Lagoa, onde os mapas foram entregues e aconteceu o briefing final com as últimas informações da prova, complementares ao briefing realizado na noite anterior.

A primeira parte da corrida aconteceu dentro do Hotel Fazenda com uma atividade de rogaine, onde as equipes devem alcançar prismas espalhados pela região, sem ordem obrigatória de passagem. Nessa modalidade é importante saber "ler" o mapa com precisão para conseguir montar a melhor estratégia e conseguir marcá-los no menor tempo possível.

As equipes voltaram a se encontrar novamente no PC1, onde tinham que fazer uma natação antes de seguir adiante. Para evitar que os mapas molhassem nesse começo de corrida, ao chegar no último prisma os atletas pegavam um colar de cordão, facilitando também seu deslocamento na água.

A prova então se concentrou ao redor de Queluzito. As dificuldades do percurso e a chegada da noite - e também do frio - causou um grande número de desistências.

Muitas equipes perderam muito tempo à procura do PC6, e o organizador Henrique Araújo havia avisado no briefing que esse seria um ponto crítico, onde o "ataque" ao PC faria grande diferença.

De Queluzito a corrida passo a girar em torno de Conselheiro Lafaiete e o "quarteto" Brou Aventuras se distanciava cada vez mais do grupo. Juninho e Mariza Helena, ambos na categoria Solo e a dupla José Elias e Thiago "Brou" Drew, lideraram a corrida de ponta a ponta e tornou-se campeã da prova na madrugada de domingo.

O rapel foi realizado na torre do Santuário Sagrado Coração de Jesus. Os atletas tinham que subir pelo vão central e desviar dos sinos até atingir o ponto de descida, feito pela parte externa. Mas um esbarrão soou o sino durante a madrugada e na manhã de domingo uma moradora perguntou ao fiscal se todas as equipes que chegassem ali deveriam tocá-lo.

O Exército foi um dos parceiros do evento e todos os fiscais de PC eram atiradores do TG de Conselheiro Lafaiete.

Quarteto Expedição Militar (60 Km)
1 - EsSa (Três Corações)
2 - 12º BI (BH)
3 - Guardião da Estrada Real (PMMG)

Dupla Aventura (60 Km)
1 - Bike Shop (Masc)
2 - Camellos (Mista)
3 - Passos Selvagens (Masc)
4 - Arcolaf (Masc) - COM CORTE
5 - No Rumo II (Masc) - COM CORTE

Solo (60 Km)
1 - Thiago Lage

Expedição Estrada Real (150 Km)
Quarteto

1 - Ascalon Botocudo

Dupla:
1 - Brou Aventuras
2 - Advogado Aventureiro
3 - Eu Vou com Advogado Aventureiro (corte)
4 - Radicore (corte)
5 - Advogado Aventureiro Minas (corte)

Solo:
1 - Juninho
2 - Mariza Helena
3 - Pedro Pinheiro (SC)
4 - Marcelo Santos (RS)
5 - Matheus Madureira (corte)

 

Mais informações: www.planetaventuras.com.br

 

Redação
Por Redação
08 Ago 2011 - 23h29 | sudeste |
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
Cadastro
Cadastre seu email e receba as noticias automaticamente no seu email diariamente