Atleta extremo cruza o Deserto do Atacama por uma causa nobre

O CEO da Foundation Invencible, Rubén López, enfrentou com êxito de cruzar o Deserto do Atacama durante sete dias, no marco de nove desafios extremos que tem programado para 2018 e que culminará com a ascensão ao Everest, com o objetivo de arrecadar fundos para distintas causas benéficas.

Depois de um esforço exaustivo que pretende levá-lo ao limite – por um ano Rubén, ficou 24 horas andando de bicicleta, escalou montanhas e enfrentou o mau tempo, – adicione a isso a experiência no deserto mais seco do mundo. “Havia várias opções que eu queria realizar, fazer algo que ninguém tinha feito sozinho, para dar a maior repercussão, já que todos esses desafios são destinados a um fundo social e à uma causa, neste caso, na luta contra o câncer infantil e pistas de esportes “, disse Lopez.

Desde 23 de setembro por uma semana, ele visitou as vastas extensões de deserto, “Nós escolhemos o deserto de Atacama, por ser uma região extrema durante a noite, o dia e as temperaturas que variam muito, com paisagens incríveis”.

A experiência, segundo López, foi muito bem planejada e exigente, “foram cerca de 280 Km em 7 dias, divididos em etapas de 30. 40. 30. 40. 60. 60 e 20 km, respectivamente, de onde havia passagens a 4.400 metros de altura, a temperatura ambiente a -10ºC,” mas mesmo assim tem sido uma loucura divertida e exigente “, acrescentou.

Ruben_Lopez_IMG_1766

“Eu descobri um deserto com vulcões, grandes desfiladeiros, lagoas, planícies de sal, terra seca, dunas e uma bela fauna de flamingos e lhamas. (…) O desafio foi concluído, eu posso dizer que foi uma semana louca , um desafio físico e mental … a realidade sempre supera a ficção e essa não foi por menos “, concluiu.

Desafios com sentido

López enfatiza que tudo que ele faz é para as bolsas de estudos esportivas da Fundação Aladina, uma entidade que ajuda crianças que sofrem de câncer. Enquanto isso, ele é fundador da Foundation Invencible, entidade que busca apoiar outras organizações “que muitas vezes não tem maior visibilidade ou apoio”, e para arrecadar dinheiro nasceu a idéia de efetuar – em um ano – travessias únicas e cheias de aventura, onde irá também convidar outros empresários e CEO’s.

Finalmente, após a aventura em Atacama, ele tem como objetivos: nada 20 Km no Triângulo das Bermudas; viajar 350 km no rio Amazonas; caminhar 200 km a pé no Ártico; subir o Aconcágua; nadar entre baleias e tubarões e, finalmente, subir o Everest.

Para fazer doações, acesse o site www.foundationinvencible.org

Comentários Facebook

Disqus

advmag