Equipamentos

Review Garmin Enduro

Tive a oportunidade de testar o novo Garmin Enduro, smartwatch lançado no começo deste ano (2021) com foco nas atividades de longa duração (por isso o nome Enduro) e para tanto, o relógio oferece uma bateria com uma grande autonomia aliado ao carregamento solar.

A autonomia dependerá do modo de uso escolhido – o que automaticamente desliga alguns dos sensores e diminui a precisão do GPS – e a exposição à luz solar.

De acordo com as especificações é possível obter até 80 horas de autonomia da bateria no modo de GPS, até 300 horas no modo de bateria máxima (obtidas com utilização contínua durante todo o período em condições de 50.000 lux).

Ao fazer a carga na tomada, o mostrador mostra autonomia de 50 dias no modo Smartwatch. Com o carregamento solar (assumindo 3 horas por dia em condições de 50 000 lux) pode-se chegar a 65 dias.

No modo Expedição esses números sobem para 65 dias e 95 dias respectivamente, sendo que por padrão os pontos do trajeto são gravados a cada hora e somente durante o dia.

Relação Tamanho x Peso

À primeira vista o relógio parece pesado devido ao seu tamanho (51mm), mas ele tem apenas 61 gramas no modelo de Titânio, ficando confortável no pulso. O tamanho da tela (1,4 polegadas) ajuda na leitura das informações a qualquer momento, seja parado ou em movimento, à noite ou em clima ensolarado.

A pulseira é feita de nylon elástico preso por velcro, o que permite o ajuste em qualquer espessura de pulso. Aliás, achei que a pulseira ficaria úmida por muito tempo ao ser molhada, mas puro engano. Não incomodou em nenhum momento, mesmo depois de tomar muita chuva.

Recursos e funções

O Garmin Enduro oferece recursos como sensor de monitoramento de frequência cardíaca, suporte para monitoramento da saturação de oxigênio no sangue, monitoramento da respiração, monitoramento de sono, monitoramento de hidratação, monitoramento de atividades físicas, contador de passos, conectividade Bluetooth, suporte para Garmin Pay (pagamento por aproximação – leia mais aqui).

Em meio ao retorno dos eventos pós-pandemia, não consegui testar os recursos de gravação de treinos em corrida ou mountain bike, mas ao fazer a cobertura fotográfica de duas Corridas de Expedição, tive a oportunidade de testar outras funções do relógio.

Para quem não conhece, as corridas de aventura é um evento multi-esportivo em que as equipes encontram postos de controle ao longo do percurso utilizando apenas mapa e bússola. E para nós que fazemos a cobertura em alguns momentos nos encontramos nas mesma situação, buscando não somente os postos de controle mas também as equipes no meio do caminho.

E esse dois eventos são chamados de corridas de expedição devido à sua duração. Cada uma delas teve percurso de 400-500 quilômetros e duração de 5 dias sem paradas noturnas obrigatórias, perfeitos para acompanhar a autonomia da bateria.

A pareamento com o celular levou para o pulso previsão do tempo local (dia-a-dia e hora-a-hora); temperatura e horários de nascer e pôr do sol, informações que me ajudaram bastante a me programar para fazer fotos e preparar a mochila para o dia seguinte, principalmente porque a cada dia estávamos em um local diferente.

Tela inicial e customizações

O Garmin Enduro oferece customização dos dados apresentados na tela inicial, mas optei por não fazer qualquer alteração. O mesmo aconteceu com o Widgets, pequenos ‘resumos’ das funções que aparecem ao clique de um botão. Se você quiser informações mais detalhadas, basta clicar no Widget e uma nova tela se abrirá.

Atividades pré-cadastradas

Opções para gravar sua atividade não faltam no Garmin Enduro. Dentre elas estão: Corrida, Ultrarunning, Trail Run, Esteira, Corrida Virtual, Corrida Indoor, Ciclismo, Mountain Bike, Natação em piscina, Natação em Águas Abertas, Triathlon, Duathlon, Caminhada, Expedição, Escalada, Escalada Indoor, Esqui, Snowboard, Surf, Golf dentre outros.

Teste em campo: cobertura da Malacara Race (Santa Catarina) e Norcha (Portugal)

Depois de retirar o Garmin Enduro da caixa e dar uma lida rápida no manual, baixei o aplicativo Garmin Connect e fiz o pareamento com meu celular para receber notificações ‘no pulso’. O próximo passo foi fazer algumas configurações como alterações de unidades de peso e medida e vincular com o Strava.

Bússola e altímetro na mesma tela

Durante a Malacara Expedition Race fiz um trekking junto com a equipe de filmagem até o alto de uns dos cânions e aproveitei para gravar nosso caminho. Além disso, pude utilizar bússola e altímetro para administrar nossa caminhada e verificar onde estávamos e para onde deveríamos ir.

Pode parecer ironia, mas acabei não utilizando a função “Corrida de Aventura” existente no Garmin Enduro. Como escrevi anteriormente, as equipes precisam se orientar utilizando apenas mapa e bússola e portanto qualquer aparelho de GPS é proibido, mas o Garmin Enduro possui essa opção que grava todas as informações normais com o diferencial delas não ficarem disponíveis para visualização do usuário.

Hora do nascer e pôr do sol

E para que não haja dúvidas, a tela apresenta um resumo do tempo de conclusão, sendo possível verificar na chegada o tempo de conclusão da função e evitar que alguém burle as regras.

A função pode abrir a possibilidade de permitir a utilização futura nas corridas de aventura, tanto que o Garmin Enduro foi o relógio oficial do AR World Championship 2021, o mundial do esporte realizado na Espanha.

E a bateria ao final de cada prova? Nem precisou ser recarregada e teria duração de sobra para um evento muito mais longo.

Para mais informações sobre o Garmin Enduro, clique aqui