Dicas

O bom e o ruim nas corridas de aventura

Toda vez que começo a arrumar minha mochila para uma nova prova de aventura fico me questionando de o porque participo deste esporte. Observo todos que fazem parte deste grande circo e me questiono mais ainda.

Na verdade sei o porque. Para começar, por algumas razões muito fáceis de serem aceitas, como por exemplo:

– Sair na quarta feira para viajar, deixando o escritório para trás, sem o mínimo de peso na consciência;
– Conhecer lugares novos a cada prova, onde eu nunca teria a oportunidade ou vontade de ir se não tivesse uma ótima razão;
– Praticar esportes melhorando meu condicionamento físico e cuidando da minha saúde para viver mais anos fazendo isto;
– Aparecer na tv e aquela tia que não te vê a 10 anos te ligar e falar ” te vi na tv fazendo aquela corrida no meio do mato, você ganhou? ” , aí até você explicar que não, e que aquilo não era como um jogo de futebol, que você ganha ou perde……..
– Viajar e me divertir muito com meus amigos;
– Ter uma boa desculpa pra comprar todas as revistas de aventura do país e procurar matérias de corridas que ocorreram nos meses passados;
– A melhor parte, chegar em casa! Aquele banho, sofá, pizza, minha mulher que tanto amo, e dormir, dormir, dormir……

Mas nem tudo é só alegria, existem momentos em que o arrependimento de estar ali acontece, alguns destes momentos :

– Dormir poucas horas ou nenhuma nos dias que antecedem o evento e no próprio dia do evento;
– Ter que comer aquelas comidas que a gente sabe que são horríveis mas na hora nem pensa nisto e manda pra dentro, sem nem pensar no resultado;
– Se acotovelar com seu melhor amigo no meio da trilha e nem olhar pra ele, pois no final das contas eu vim aqui para competir e não para fazer amigos (dizem uns…);
– Saber que aquela equipe burlou as regras e já sabe todo percurso e você ali tentando ser honesto se enfiando em cada buraco sem saber de nada;
– Bolhas, arranhões, ralados, hematomas, cãibras e as mais variadas dores que você nem imaginava que existia;
– Desentendimentos, este é o pior. Pior que ir mal em uma prova é ir mal com uma equipe que fica de mal humor e resolve ficar brigando por motivos que não tem nada a ver.
– Sol, frio, chuva. Tem hora que pode estar qualquer clima que parace que está tudo ruim .

O ideal mesmo é tentar seguir um pensamento budista que diz que o quanto menos sentirmos o sofrimento, melhor estaremos, ou seja, tente se abster das sensações ou sentimento que nós humanos temos. Pois afinal corrida de aventura tem a ver com estar confortável em situações desconfortáveis.

Grande abraço
Zolino – Equipe Mamelucos ( mistura de homem branco com índio )

Comentários Facebook

Disqus

advmag