sáb. mar 23rd, 2019
utmb_semsorteio

Formas de participar do UTMB sem sorteio

Para participar da provas mais importantes do Ultra-Trail du Mont-Blanc – UTMB, CCC, TDS, OCC – é preciso participar de provas qualificatórias para acumular pontos e entrar em um sorteio. Isso para os meros mortais.

Os interessados tiveram que acumular pontos nos últimos 2 anos (de 01 Jan 2017 a 31 Dez 2018 para 2019) e o mínimo de pontos acumulados versus a quantidade máxima de corridas varia de acordo com a prova-alvo:

  • UTMB: 15 pontos (no máximo 3 provas)
  • CCC: 8 pontos (no máximo 2 provas)
  • TDS: 8 pontos (no máximo 2 provas)
  • OCC: 6 pontos (no máximo 2 provas)

Mas a organização reserva algumas vagas “especiais” que não precisam passar pelo sorteio. Veja quais são as opções:

1 – Atletas de Elite

Em reconhecimento aos atletas de alto nível, a organização reserva algumas vagas – pagas ou não – de acordo com índice de performance ITRA seguindo os critérios abaixo:

UTMB

  • Vaga sem sorteio: Homens >870 / Mulheres >770
  • Sem sorteio, mas com taxa a ser paga: Homens >770 / Mulheres >670

CCC / TDS / OCC

  • Inscrição grátis sem sorteio: Homens >830 / Mulheres >730
  • Sem sorteio, mas com taxa a ser paga: Homens >730 / Mulheres >630
  • Ou corredores que estejam entre os Top3 de seu país

2 – Patrocinadores / Apoiadores

Marcas patrocinadoras tem um número de vagas para levar seus atletas (que podem vir de diferentes países)


3 – Doação de 2000€ para associações beneficentes

Ao fazer a doação de 2000€ para uma das associações apoiadas e indicadas pelo UTMB (solidarity race-bibs, health race-bibs, environment race-bibs), o participante entrará na corrida sem sorteio. São disponibilizadas 140 vagas e o corredor pode ser apoiado por mais de um doador, seja de forma particular ou comercial, para levantar fundos.

Vale destacar que a condição acima não tira a responsabilidade normal do atleta em relação ao procedimento de inscrição na prova: quantidade de pontos, entrega de documentos e prazos de pagamento.


4 – Após 2 anos seguidos sem sorte

Para ter esse benefício o corredor deve se inscrever sempre na mesma corrida, caso contrário suas chances são zeradas. Ao não ser sorteado, o corredor passa a dobrar sua chance no segundo ano. E caso não seja sorteado novamente, tem inscrição automática na terceira tentativa.

E novamente lembrando que o corredor deve seguir o procedimento normal de inscrição com ter a quantidade de pontos necessária, entregar documentos e fazer o pagamentos nos prazos do regulamento.


Estatísticas deste ano

Com o crescimento do trail running no mundo e, em particular a procura por esta prova, a cada ano, a possibilidade de entrada em uma das provas do evento torna-se mais difícil. Este ano, para as 4 provas principais do evento, inscreveram-se 23.844 corredores para 7.000 vagas.

Inscrições automáticas, por um dos critérios acima contabilizaram 1.710 corredores. Ou seja, quase 25% das vagas foram ocupadas sem sorteio. E a tendência é que esta proporção cresça nos próximos anos, reduzindo as vagas por sorteio. As provas que apresentam maior proporção de vagas sem sorteio são a UTMB com 31% e a OCC com 37%. A TDS fica com 11% e a CCC com 21%.

O atalho dado pelas provas by UTMB (Omã, Gaoligong e Ushuaia) aumentará a quantidade de postulantes com entrada automática. Além disto, naturalmente este número já tenderia a crescer porque mais de 2/3 dos postulantes são excluídos e caem na fila dos corredores que entrarão automaticamente na 3ª tentativa.

Isto leva a crer que a organização das provas alterará os critérios de entrada nos próximos anos.

O que poderiam fazer?

– acabar com a entrada automática e utilizar o coeficiente de acordo com anos na fila?

– com o aumento das provas by UTMB, restringir as provas qualificatórias para estas corridas? Bem improvável, porque são também criadores da ITRA e tem interesse que as provas pelo mundo se mantenham filiadas a esta associação.

– aumentar pontuação para entrada nas provas? É bem provável que a TDS exigirá mais pontos que a CCC já a partir da edição de 2020. A prova se aproximou, em dificuldade, da UTMB. Se observarmos a relação postulantes/vaga, a OCC está com quase 5, o que pode levar ao endurecimento da pontuação para entrada. A segunda maior, CCC, está com relação de 3,5. UTMB tem 3,4 e a TDS 2,2.

Comentários Facebook

Disqus

advmag