A corrida de montanha e os benefícios que vão além da saúde

Os beneficios das corridas de montanha

Troque de selva. Experimente a de verdade em vez da selva de pedra. A corrida de montanha propicia algo diferente do que correr na rua, no asfalto. Alia a prática do exercício físico ao contato com a natureza para gerar prazer e bem-estar.

O próprio terreno gera sensações diferentes. A montanha e a trilha convidam a desacelerar para curtir as paisagens, e elas estão em abundância em Santa Catarina, e ditam o ritmo: corra quando puder, mas ande quando tiver que andar. O trote pode ser mais eficiente e a beleza ao redor, relaxante. Por isso a impressão de esforço costuma ser menor.

Porém a montanha exige. As subidas e descidas e o terreno irregular pedem equilíbrio ao corpo do corredor e mais potência e força da musculatura, principalmente dos membros inferiores. É um desafio que resulta no sentimento de superação pela dificuldade dos percursos e a necessidade da adaptação ao terreno. Vira estímulo ao desenvolvimento corporal e mental.

Aos mais saudosistas, pode ser uma atividade física que faz lembrar da infância, por ter a natureza como testemunha ou mesmo o convite para desbravar o desconhecido. Ainda, a associação entre resistência e força que a corrida em montanha requer é propício para a eliminação de gorduras e reforço muscular. Desta forma, aumenta os benefícios estéticos dos praticantes.

Iniciada a corrida em montanhas, é difícil voltar atrás. Literalmente. Não dá para chegar na metade do percurso, pedir um táxi e ir para casa. É necessário estar forte, confiante e ter determinação. Portanto, o primeiro passo é encontrar um profissional de educação física nas assessorias esportivas. O começo é devagar, sem se arriscar demais. Gradualmente, o corpo vai se adaptar e o equilíbrio melhora. As subidas deixarão de ser assustadoras e o ritmo no declive estará sob controle.

Para chegar lá, o corredor precisa levar em consideração a tríade treinamento-preparo-vestuário.

KTR_Revezamento_Ilhabela_2018_00125

Treinamento

Nas corridas de montanha e trilhas as variações de estímulos são grandes. A intensidade muda muito, a frequência cardíaca varia em função das dificuldades e é preciso atenção com os obstáculos que aparecem no percurso. O treinamento, portanto, precisa ser direcionado aos desafios que aparecerão pelo caminho.

Pode ser realizado no asfalto, mas voltado ao limite da resistência e da força. Sobre o concreto, o corredor levanta o pé alguns centímetros do chão e o cadencia e os grupos musculares trabalhados são basicamente os mesmos. Já na montanha, o piso irregular obriga levantar mais os pés e maior esforço para deslocar o peso do corpo. E praticamente por todo o tempo.

O treinamento de propriocepção, direcionado ao fortalecimento de musculatura envolvida no equilíbrio do corpo, é indicado ao corredor que vai encarar as subidas e descidas. É importante que nos treinos longos, geralmente aos fins de semana, o atleta busque a natureza como cenário, e a cada ocasião ele teste os mais diversos tipos de terrenos e amplie a dificuldade. Atividades deste tipo dão força, resistência e agilidade.

Preparo

Concentração e reflexo são exigências básicas do corredor de montanha. É preciso atentar ao local em que em pisa para minimizar riscos de quedas e torções. O fortalecimento por meio de musculação, educativos de corrida e treinamento funcional são de extrema importância, principalmente para os membros inferiores, que serão constantemente exigidos em terrenos irregulares e com muito aclive e declive.

A corrida de montanha reforça os tendões e ligamentos na cintura pélvica, joelhos e ancas, geralmente pouco exigidos nos percursos planos e no asfalto. Mas não é apenas a musculatura que requer preparo do corredor. Há também os aspectos psicológicos, que vai da quebra da monotonia de percursos urbanos ao ambiente diferente em provas, e os aspectos técnicos e táticos, em que o corredor precisa dominar o andamento de competição e as alternâncias de ritmo propostos pelos percurso.

Vestuário

O ambiente da montanha pede roupas e calçados que proporcionem mais conforto e segurança. Os cuidados começam pelos tênis. Os ideais são os com solado com mais garras, para proporcionar maior estabilidade. Modelos chamados de off-roads, geralmente em formato de botinas, são robustos e geralmente não proveem tanto conforto e segurança ao corredor. Em percursos e provas em trilhas mais estreitas, é indicado o uso de calça ou alguma proteção para as pernas, como o pernito, e de camisetas de mangas longas ou manguitos.

A corrida de montanha é um convite para a conexão com a natureza. Retribui com felicidade a superação de um desafio. Mas vale lembrar que a montanha não é dominável. Ela oferece descobertas e desfruta-se dela apenas uma alegria sem igual.

Comentários Facebook

Disqus

advmag