• Participando da primeira corrida de aventura

    Cada um sai com uma experiência diferente quando participa de sua primeira corrida de aventura. Abaixo estão algumas idéias do que pode acontecer e o que fazer para evitar alguns problemas que possam aparecer. Muitas delas são relatos do que pode acontecer em corrida de 3 a 7 dias, mas que podem muito bem ser relacionadas com as corridas de 1 ou 2 dias. A intenção é eliminar algumas das surpresas da primeira corrida e dar às equipes algumas estratégias a considerar.

    Estratégia da corrida

    – Antes da corrida, discuta quais os objetivos e estratégias junto com sua equipe. Fale sobre o início da corrida e qual o ritmo a ser seguido. Muitos competidores novos acabam saindo muito rápido, o que é um erro na corridas longas. Com 5 a 7 dias de corrida sem parar a ser seguido, o ritmo é muito importante. Tente não se preocupar com o que as outras equipes estão fazendo – durante um corrida longa, tudo pode acontecer, e muitas vezes acontece. Estabeleça um ritmo confortável para toda a equipe e ignore o que os outros estão fazendo. Algumas estratégias para tentar em uma corrida:

    – Escolha um membro da equipe para que lembre todos de comer e beber nas paradas. Tente programar o alarme do relógio para tocar a cada 15 minutos e fazer com que todos bebam. Nos outros 15 minutos, que todos comam.

    – Todos na equipe devem se monitorar e observar os outros durante a corrida. Fique de olho em alguém que não está bebendo ou comendo. Eles logo estarão com problemas. Dê a eles algo que esteja comendo – talvez precisem que alguém lhes dê algo até que se sintam melhores.

    – Tenha certeza de que todos estão urinando – é um bom indicador da nível de hidratação

    – Ao invés de todos pararem quando alguém precisa urinar ou pegar alguma coisa na mochila, tentem fazer com que essa pessoa acelere seu passo e pare bem à frente da equipe, enquanto esta diminua um pouco o ritmo temporariamente. A equipe irá passar a pessoa que parou e voltará ao ritmo normal quando ele se juntar novamente. Esta estratégia permite que a equipe sempre caminhe para frente, sem paradas. Tenha certeza de que ninguém gaste muita energia nesta estratégia.

    – Escolha alguém para que monitore a condição de todos na equipe. Essa pessoa deve estar perguntando sempre para cada um como se sente. Tenha sempre a estratégia de caso alguém esteja se sentindo fraco, outra pessoa carregar sua mochila e dar um tempo para que possa se recuperar.

    – Preste atenção e aprenda os sinais que seus companheiros de equipe exibem quando começam a se sentir mal. Por exemplo, uma pessao pode começar a se incomodar com a mochila ou com sua roupa, enquanto outra pode estar muito quieta, se não for sua característica comum. Eles aprenderão a ler seus sinais. Ouça seus companheiros e aceite sua ajuda.

    Coisas que você pode experimentar durante a corrida

    – Tanto alto como baixo períodos. Por sorte, quando você estiver em baixa, seu companheiro pode estar se sentindo bem e pode ajudá-lo. Lembre-se, se você bebe, come e se cuida, esse estado é temporário. Uma hora depois você se sentirá bem novamente.

    – Primeiros estágios de desidratação combinado com o ganho de altitude pode causar cansaço e não ter vontade de comer. Tenha certeza de que está comendo e bebendo sempre para evitar esse estágio e observe seus companheiros por sinais similares.

    – As coisas sempre parecem piores à noite. Tenha em mente de que tão logo amanheça, você se sentirá melhor.

    – O cansaço e o sono podem resultar em alucinações durante a corida. Tente comer algo com cafeína, cantar ou conversar com os outros. Essas alucinações são normais e não é preciso ter medo, apenas é intrigante e fascinante.

    – Usar uma headlamp pode causar um tipo de visão de túnel. Você acaba se concentrando apenas no foco da lanterna. Quando possível, deixe sua lanterna desligada (também economiza as pilhas) ou de vez em quando tire da cabeça e use nas mãos. Mover a lanterna quebrará esse efeito de túnel.